1 evento ao vivo

Equipe de Romero vai processar Comissão após problema no UFC 225

Empresário do cubano relatou que vai entrar com uma ação contra a Comissão Atlética do Estado de Illinois, após o lutador não bater o peso na última sexta-feira (8)

14 jun 2018
11h50
  • separator
  • comentários

Malki Kawa, empresário de Yoel Romero, afirmou que vai processar a Comissão Atlética do Estado de Illinois (ISAC, sigla em inglês), por conta do problema no corte de peso do cubano no UFC 225. A informação foi divulgada ao The MMA Hour, pelo agente do lutador. "Soldier of God" ficou com 84kg, cerca de 100g acima do limite da categoria dos médios (83,9kg), e se tornou inelegível para disputar o cinturão com Robert Whittaker.

Romero não bateu o peso pela segunda vez seguida no Ultimate e ficou inelegível para o título (Foto: Getty Images)
Romero não bateu o peso pela segunda vez seguida no Ultimate e ficou inelegível para o título (Foto: Getty Images)
Foto: LANCE!

As reclamações da equipe de Romero são por conta da diretora da comissão atlética de Illinois, Nancy Illg, que teria tomado para si a decisão de não deixar o cubano cortar o peso durante as duas horas extras que o lutador teria direito - após registrar 84,4kg na primeira tentativa. A integrante do órgão, mesmo com a liberação de outros membros e um médico, deixou o lutador seguir a desidratação por aproximadamente 45 minutos e alegou "decisão administrava", como relatou Abe Kawa, outro empresário de "Soldier of God".

Como não conseguiu bater o peso, Romero perdeu 20% da bolsa para Whittaker e ainda se tornou inelegível para o prêmio de US$ 50 mil pelo bônus de "Luta da Noite". Na histórica revanche contra o campeão dos médios, o cubano perdeu por decisão dividida.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade