1 evento ao vivo

Com três gols anulados, Athletico e Flamengo empatam

Times paranaense e carioca ficaram no 1 a 1, nesta quarta, na Arena da Baixada, pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil

10 jul 2019
23h44
atualizado às 23h51
  • separator
  • 0
  • comentários

Em partida marcada pelo Athletico Paranaense ter três gols anulados e pela estreia de Jorge Jesus pelo Flamengo, as equipes ficaram no empate em 1 a 1 pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa Brasil, nesta quarta-feira, na Arena da Baixada. Léo Pereira, para o Furacão, e Gabigol, para o Fla, marcaram os gols da partida.

As equipes decidem quem passa às semifinais da competição na próxima quarta-feira, às 21h30, no Maracanã. Qualquer empate leva a decisão para os pênaltis. Quem vencer, passa. Antes disse, os times voltam a campo pelo Brasileiro. O Flamengo recebe o Goiás, no sábado, enquanto o Furacão encara o Inter, em casa.

CAP x Flamengo
CAP x Flamengo
Foto: Alexandre Vidal/Flamengo / LANCE!

Não começou bem

Apesar da alta expectativa pelas mudanças que Jorge Jesus deveria fazer no time do Flamengo, o técnico português foi mais conservador na escalação. O treinador escalou Rodnei e Arão como titulares, deixando Rafinha e Diego no banco - o segundo, sem as condições físicas ideais. Mas, se veio com poucas mudanças na escalação, o mesmo não pode-se dizer da postura do time.

A equipe veio com outro esquema tático, jogando a linha de zaga adiantada e, em alguns momento, jogando até com seis jogadores atrás. Mas não funcionou contra o bom time do Athletico. Se aproveitando da linha alta, os atacantes e laterais do Furacão tiveram muito espaço e criaram muitas jogadas pelos lados.

Dois gols anulados

Muito melhor em campo e dominando a partida, o Furacão chegou algumas vezes com qualidade no ataque. E, além de ter obrigado Diego Alves a fazer duas boas defesas e Lucas Halter ter perdido um gol sozinho, o time paranaense ainda teve dois gols bem anulados após consulta ao VAR. Os dois de MArco Ruben. Primeiro, aos 19 minutos, em lance que Márcio Azevedo estava impedido no começo da jogada, e, depois, aos 34, quando o próprio atacante argentino estava em posição irregular.

Agora valeu!

O Furacão voltou para o segundo com a mesma intensidade que teve na primeira etapa. Logo após Gabigol perder um gol incrível aos 3 minutos, o Athletico teve um escanteio pela lado direito. Nikão cobrou, Arão desviou fraco e a bola sobrou livre para Léo Pereira finalizar para o gol.

Gabigol se redime

Logo depois do jogo ficar cinco minutos parado para o árbitro Anderson Daronco ver um possível pênalti para o Athletico, o Flamengo chegou ao gol de empate. Apesar de Diego e Everton Ribeiro terem acabado de entrar, quem participou da jogada do gol já estava em campo. Renê cobrou rápido um lateral, Gabigol ganhou no corpo de Léo Pereira e deu um belo toque de cobertura sobre Santos, empatando a partida.

Mais um gol anulado

Perto do fim da partida, aos 38 minutos, o Furacão teve mais um gol anulado. Bruno Guimarães lançou Rony na linha de fundo, que cruzou e encontrou Cirino livre na área. O atacante mandou para as redes, mas o juiz marcou impedimento no começo da jogada, deixando o placar final da partida em 1 a 1.

FICHA TÉCNICA

ATHLETICO-PR 1 X 1 FLAMENGO

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Data: 10 de julho de 2019, às 21h30

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS) - Nota LANCE!: 5,0 - Muita demora na consulta ao VAR, mas acertou nas decisões.

Assistentes: Leirson Peng Martins e Rafael da Silva Alves (RS)

Árbitro de vídeo: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Gramado: Bom

Público/Renda: 22.825 presentes/R$ 982.465,00

Cartão amarelo: Léo Pereira (CAP) e Rodinei (FLA)

Cartão vermelho: -

GOLS: Léo Pereira, 5'/2ºT (1-0), Gabigol, 19'/2ºT (1-1)

ATHLETICO: Santos; Jonathan, Léo Pereira, Lucas Halter (Robson Bambu, 7'/2ºT) e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Nikão (Bruno Nazário, 29'/2ºT); Marcelo Cirino (Vitinho, 41'/2ºT), Marco Ruben e Rony. Técnico: Tiago Nunes.

FLAMENGO: Diego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar (Everton Ribeiro, 18'/2ºT), Willian Arão, Arrascaeta e Vitinho (Diego, 18'/2ºT); Bruno Henrique (Piris da Mota, 36'/2ºT) e Gabigol. Técnico: Jorge Jesus.

Veja também:

Cueva, Jordan, Loco... Os atletas que usaram 'amuletos' durante partidas

 

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade