1 evento ao vivo

Eliminatórias da Copa do Mundo: Conmebol pretende adiar jogos do Brasil por conta da pandemia

Seleção Brasileira tem jogo marcado contra a Colômbia em Barranquilla, no dia 26 de março, e a Argentina em Recife, no dia 30

5 mar 2021
19h45
atualizado às 20h23
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Conmebol pretende viabilizar o adiamento das partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo. A Data Fifa em questão corresponde aos jogos que estão marcados para o fim de março. A entidade analisa a decisão por conta da crescente de casos da Covid-19 no continente sul-americano.

Última partida da Seleção nas Eliminatórias foi em novembro de 2020, contra o Uruguai, em Montevidéu (Foto: AFP)
Última partida da Seleção nas Eliminatórias foi em novembro de 2020, contra o Uruguai, em Montevidéu (Foto: AFP)
Foto: Lance!

A Seleção Brasileira tem jogo marcado contra a Colômbia em Barranquilla, no dia 26 de março, e a Argentina em Recife, no dia 30. As informações são da coluna do jornalista Rodrigo Mattos, do "UOL".

Vale ressaltar que a Conmebol, inicialmente, pretendia pedir a liberação dos jogadores que atuam na Europa para a FIFA. No entanto, vários clubes europeus já se posicionaram contra essa atitude, e o atual cenário da pandemia torna a realização dos jogos algo perigoso para a saúde.

De acordo com a coluna de Rodrigo Mattos, após uma reunião sem conclusões entre a FIFA e a Conmebol, nesta sexta-feira, outro encontro ficou marcado para sábado. Porém, dessa vez os presidentes Gianni Infantino - da FIFA - e Alejandro Dominguez - da entidade sul-americana - estarão presentes.

A FIFA não conseguiu a liberação de atletas que atuam no futebol europeu para disputarem as Eliminatórias. Isso porque, mediante a regra atual, as equipes não precisam liberar seus jogadores para países que estão na zona vermelha da pandemia, como o Brasil.

O grande problema é que muitas federações sul-americanas, a exemplo da CBF, não aceitam atuar sem força máxima, ou seja, sem os atletas que figuram em clubes europeus. Outro impacto é que a falta de craques - como Neymar, Messi e Cavani - reduz o valor comercial das partidas.

As restrições também são empecilhos. Na Colômbia, por exemplo, voos vindos do Brasil não estão permitidos a entrar no país. Além disso, Fernando Ruiz, ministro da saúde colombiano, afirmou que não vai abrir exceções para a Seleção Brasileira, o que afetaria na partida do próximo dia 26.

Segundo o blog, ainda, aparecem duas opções em caso de adiamento das partidas: utilização de datas de eliminatórias triplas em setembro ou uso de uma data da Copa América.

Veja também:

Relembre todas as sedes e edições dos Jogos Olímpicos de Verão
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade