0

Goleiro Ederson quase abandonou a carreira por depressão

Brasileiro disse ao jornal inglês "Express" que seus pais foram fundamentais para a retomada

12 jan 2019
11h53
atualizado às 15h54
  • separator
  • comentários

Titular absoluto do Manchester City, o goleiro brasileiro Ederson é um homem de confiança de Pep Guardiola no vice-líder da Premier League. Entretanto, quem vê o camisa 31 debaixo da trave dos Citizens hoje não imagina o que ele passou durante sua vida.

Em entrevista ao jornal inglês 'Express', Ederson declarou que a depressão quase fez com que encerasse sua carreira. O fato aconteceu quando o goleiro tinha 15 anos e tinha sido dispensado das categorias de base do São Paulo.

Goleiro é frequentemente convocado por Tite (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Goleiro é frequentemente convocado por Tite (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Foto: LANCE!

"Foi uma situação difícil. Eu tinha apenas 15 anos e passei por momentos muito difíceis. Estive um mês em depressão e pensei em desistir do futebol. Felizmente, os meus pais me apoiaram sempre e me encorajaram a voltar a jogar futebol", lembrou.

O goleiro brasileiro foi campeão inglês com o Manchester City na temporada passada já sob o comando de Pep Guardiola, que sempre o elogia pela sua técnica debaixo das traves e também por sua qualidade com os pés. Ederson, coincidentemente, tem Rogério Ceni, o goleiro com mais gols na história do futebol, como ídolo pessoal.

"A paixão que tenho por ser goleiro me fez sempre acompanhar de perto a carreira do Rogério Ceni. Ainda hoje eu vejo vídeos dele no YouTube em busca de inspiração", completou.

Veja também:

 

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade