1 evento ao vivo

Com pênalti no fim, Vasco perde para o Coritiba no Couto Pereira

Pikachu cometeu a penalidade ao puxar Robson dentro da área. Em jogo que Cruz-Maltino teve mais chances, Fernando Miguel defendeu a cobrança, mas o árbitro mandou voltar

20 set 2020
18h27
atualizado às 19h07
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Vasco talvez tenha atacado o suficiente para vencer, mas não contava com o pênalti cometido por Yago Pikachu na reta final do jogo. Os dez minutos finais foram mais emocionantes do que todo o período anterior, e com a derrota por 1 a 0 para o Coritiba o Cruz-Maltino segue com 17 pontos e deixa o G4. O Coxa vai a 11 pontos, saindo da zona de rebaixamento.

Vasco e Coritiba fizeram duelo que teve mais emoção na parte final do que no início (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Vasco e Coritiba fizeram duelo que teve mais emoção na parte final do que no início (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Foto: Lance!

POUCA EMOÇÃO

A primeira etapa foi marcada por superioridade das defesas sobre os ataques. Apesar do esforço das equipes, não houve mais do que três lances de perigo: um chute de fora da área de Talles Magno, aos oito minutos, que foi para fora; uma finalização também por cima do gol feita por Robson, do time da casa, aos 14; e a defesa de Wilson após o chute de Cano. Aos 29 minutos, o argentino roubou bola de Hugo Moura.

PRESSÃO DO VASCO NO 2º TEMPO

Aos 11 minutos, Bruno César cruzou, Cano chutou de primeira e a bola foi no canto direito inferior de Wilson, que fez grande defesa. Aos 15, o mesmo Cano rolou para Ygor Catatau, que preferiu deixar para Talles Magno. O chute de primeira foi na trave esquerda do goleiro do Coxa.

VASCO INSISTE

O Cruz-Maltino estava melhor. Após jogada pela esquerda, Talles cruzou e a bola sobrou para Guilherme Parede. O chute, fraco apesar de colocado no canto esquerdo, foi defendido pelo goleiro. O time visitante era mais presente no campo de ataque.

O VACILO, A DEFESA E O GOL DO COXA

Aos 40 minutos, após cruzamento da direita, Yago Pikachu cometeu pênalti ao puxar Robson dentro da área. O lance foi discreto, o árbitro de campo não viu, mas o de vídeo alertou. Na cobrança, Sabino usou de seu estilo característico, mas Fernando Miguel defendeu. O problema foi que o goleiro do Vasco tirou os dois pés da linha, o que não é permitido. Na nova batida, Robson cobrou e abriu o placar.

RECLAMAÇÃO VASCAÍNA

Pelo retorno da cobrança, o técnico do Vasco, Thiago Kosloski, reclamou e foi expulso; minutos depois, Neto Borges sofreu um pisão dentro da área e o árbitro principal não marcou nada. Mas o árbitro de vídeo viu, chamou Luiz Flavio e ele foi ao vídeo. Mas a marcação do campo prosseguiu.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA 1 X 0 VASCO

Data-Horário: 20 de setembro, às 26h

Estádio-Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR)

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa/SP)

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa/SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)

Árbitro de vídeo: Thiago Duarte Peixoto.

Cartões amarelos: Sarrafiore (CFC); Ygor Catatau (VAS)

Cartão vermelho: Thiago Kosloski (VAS)

Gol: Robson (44'/2ºT)

CORITIBA: Wilson, Natanael, Rodolfo Filemon, Sabino e William Matheus; Matheus Sales, Hugo Moura (Ramírez, 45'/2ºT), Matheus Bueno (Thiago Lopes, 16'/2ºT) e Sarrafiore (Yan Sasse, Intervalo); Giovane Augusto (Gabriel, 29'/2ºT) e Robson - Técnico: Jorginho.

VASCO: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Miranda, Marcelo Alves e Neto Borges; Bruno Gomes (Fellipe Bastos, 28'/2ºT), Marcos Junior e Bruno César (Ribamar, 28'/2ºT); Ygor Catatau (Guilherme Parede, 28'/2ºT), Cano e Talles Magno (Lucas Santos, 45'/2ºT) - Técnico: Thiago Kosloski.

Veja também:

Você sabe o que significa e quais os ramos desses patrocínios?
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade