PUBLICIDADE

Com craques e nova geração, Uruguai enfrenta Uzbequistão em amistoso

Confiantes e jogando em casa, esse vai ser o único amistoso da Celeste de preparação para a Copa do Mundo. Partida marca o primeiro confronto da história entre as duas seleções

6 jun 2018 10h30
ver comentários
Publicidade

O Uruguai entra em campo para seu único amistoso antes do início da Copa do Mundo. Jogando no lendário estádio Centenário, em Montevidéu, às 20h, a Celeste enfrenta o Uzbequistão, nesta quinta-feira. Com jogadores protagonistas em seus clubes e uma nova geração, o Uruguai entra em campo confiante. Essa vai ser a primeira partida na história entre as duas seleções.

Uruguai entra em campo confiante (Foto: Reprodução/AFP)
Uruguai entra em campo confiante (Foto: Reprodução/AFP)
Foto: Lance!

Protagonistas

Cavani e Luis Suárez são os principais destaques ofensivos da equipe. Ambos não conquistaram o principal objetivo de suas equipes: a conquista da Champions. Porém, tiveram grande desempenho em seus respectivos clubes. Cavani foi campeão e decisivo nos três títulos do PSG no ano: o Campeonato Francês, a Copa da França e a Copa da Liga Francesa. Foram 40 gols e 12 assistências em 48 jogos. Suárez também manteve um alto nível na temporada. Em 51 jogos pelo Barcelona foram 31 gols e 18 assistências.

Nova geração charrua

Além de jogadores conhecidos e com bagagem na seleção, o Uruguai conta com jogadores de uma nova geração, principalmente no meio campo. Nomes como Lucas Torreira (Sampdoria), Matías Vecino (Internazionale), Rodrigo Betancur (Juventus) e Giorgian De Arrascaeta (Cruzeiro) são jogadores para se observar e que podem ter chances de atuar na partida.

Fator casa

A Celeste escolheu um adversário sem muita tradição no cenário futebolístico para fazer seu único amistoso. Com isso, o Uruguai assume uma posição de não se arriscar para a Copa. A seleção uruguaia vai ter o apoio de seus torcedores e contra um adversário não tão forte tem tudo para vencer e ir confiante para a competição.

Confiança

Segundo jogador que mais vestiu a camisa do Uruguai e capitão da equipe desde 2014, Godín fez sua primeira partida com a Celeste em 2005. O jogador do Atlético de Madrid, em entrevista coletiva, se demonstrou confiante e declarou que sonhar com o título "não é uma utopia". Em entrevista recente, Cavani também demonstrou confiança no elenco e no desempenho.

Boa campanha

Nas eliminatórias, o Uruguai teve um grande desempenho e ficou com o segundo lugar na classificação geral, a frente da Argentina e Colômbia. Foram 31 pontos em 18 jogos, com sete vitórias, sete empates e quatro derrotas. Vale ressaltar as vitórias por 3 a 0 na Colômbia (Godín, Hernandéz e Rolán) e 3 a 0 no Chile (Godín, Álvaro Pereira e Cáceres)

Provável escalação: Muslera; Laxalt, Giménez, Godín e Varela; Vecino e Betancur; Rodríguez e Nández; Suárez e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez
O Uzbequistão

A última vitória da seleção uzbeque foi no dia 25 de agosto de 2017. Na ocasião, goleou o Quirguistão por 5 a 0. Nos últimos sete jogos que disputou, foram quatro derrotas e três empates. Na última partida, uma derrota contra o Irã por 1 a 0. Nas eliminatórias para a Copa, o Uzbequistão ficou em quarto lugar no Grupo 1 com 13 pontos. Foram 10 jogos, quatro vitórias, um empate e cinco derrotas.

O craque uzbeque

Jaloliddin Masharipov é um dos principais jogadores da equipe. O atacante de 24 anos defende o Pakhtakor Tashkent, equipe local, e em 14 jogos na temporada marcou quatro gols.

Provável escalação: Ergashev; Komllov, Ashurmatov, Tursunov e Otakhonov; Hamrobekov e Aziz Ganlev; Masharipov, Sidikov e Turgunbaev; Urinboev. Técnico: Timur Kapadze

Lance!
Publicidade
Publicidade