1 evento ao vivo

Cinco anos depois... A linha do tempo desde o último Dérbi em Campinas

'Auge' da Ponte, presidente do Bugre renunciando ao cargo, estádio 'leiloado' e rebaixamentos de rivais. LANCE! detalha o cenário de mudança dos times campineiros

3 mai 2018
15h05
atualizado às 15h20
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Passados cinco anos do último Dérbi Campineiro, a partida entre Guarani e Ponte Preta volta a mexer com o clima da cidade de Campinas. O maior clássico do interior do estado de São Paulo respira novos ares. Mas dessa vez, com um clima totalmente diferente do último duelo realizado, em 26 de janeiro de 2013. O embate entre as equipes será o primeiro da história com torcida única. O confronto será no estádio Brinco da Princesa, neste sábado, às 19h, pela quarta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Com o discurso de diminuir as violências nos estádios, o Ministério Público do Estado de São Paulo decidiu, em abril de 2016, que os clássicos fossem realizados somente com torcida única. Sendo assim, os bugrinos poderão assistir aos jogos no Brinco, enquanto que os pontepretanos terão esse direito no Moisés Lucarelli, no returno.

A reportagem do LANCE! detalhou a mudança de cenários dos times campineiros ao longo de cinco anos. A Ponte Preta viveu altos e baixos e chegou ao auge em 2013, tendo sido finalista da Copa Sul-Americana logo em sua primeira participação de uma competição internacional. O clube também viveu o rebaixamento na Série A no mesmo ano e só retornou à elite do futebol brasileiro em 2014. A Macaca acabou sendo vice-campeã da Segundona.

Além de "bater na trave" e ficar sem o título na Série B na época, a Macaca obteve ótimos números no Brasileirão de 2015, quando conseguiu se manter na elite e terminou entre os dez melhores colocados na competição. Um ano depois, a equipe alvinegra apresentou evolução na competição e fez a melhor campanha da história desde que o Brasileirão passou a ser disputado por sistemas corridos: oitavo lugar. A Macaca figurou entre os melhores times paulistas no início de 2017 e foi à final diante do Corinthians. Foi vice.

Já o rival Guarani colecionou série de fracassos, causou frustrações aos torcedores, conviveu com crises financeiras e conflitos políticos entre os dirigentes. Nesse período, o torcedor bugrino viu o presidente Álvaro Negrão renunciar ao cargo, após não cumprir a promessa de pagar salários atrasados.

O começo do caos veio em 2013, quando o time foi rebaixado da elite do estadual paulista à Série A2. Na ocasião, o Bugre fez a pior campanha da história na principal divisão do Paulista e amargou a competição na lanterna.

Em 2014, outro grande motivo de preocupação afetou os torcedores alviverdes, quando o Guarani quase perdeu o principal patrimônio do clube. Por causa de dívidas trabalhistas e fiscais, o estádio do Brinco de Ouro foi à leilão. Na época, a empresa Magnun venceu concorrência de duas empresas interessadas em comprar o estádio e adquiriu por R$ 44,4 milhões. Meses depois, a Justiça anulou o leilão do Brinco e o estádio "passou" a pertencer ao Guarani.

Em 2015, novamente o estádio foi à leilão. Dessa vez, o grupo Maxion Empreendimentos Imobiliários arrematou por R$ 105 milhões. No ano seguinte, o Tribunal Regional do Trabalho anulou em segunda instância o leilão do Brinco. A notícia trouxe tranquilidade ao torcedor bugrino e o estádio "voltou" a ser do Alviverde.

As eliminações para times de menores expressões como Confiança-SE e Santa Rita-AL, na Copa do Brasil, entrou para o rol de vexames do Guarani. O torcedor só voltou a sorrir em 2016, quando a equipe conquistou o acesso à Serie B. No começo deste ano, outro motivo para celebrar: o Bugre retornou à elite do futebol paulista e se sagrou campeã da Série A2. A tristeza ficou por conta da morte do goleiro Wallace, que faleceu em um acidente automobilístico, e da aposentadoria do ídolo Fumagalli.

Em janeiro de 2013, os rivais se enfrentaram pela última vez e a Macaca bateu o Bugre por 3 a 1, em pleno Brinco de Ouro da Princesa. A partida ficou marcada por um golaço de Luiz Ramírez e balançou as redes adversárias à la Ronaldinho Gaúcho. Emprestado pelo Corinthians, o peruano anotou logo na estreia pela camisa da Ponte e fez um gol de falta por cobertura (semelhante ao do R10 contra a Inglaterra, na Copa do Mundo de 2002). O jogo foi válido pela terceira rodada do Campeonato Paulista.

No retrospecto geral, Guarani e Ponte Preta já fizeram 190 Dérbis, com 66 vitórias alviverdes, 61 triunfos alvinegros e 62 empates. O resultado do primeiro confronto entre os rivais é desconhecido até hoje. Cerca de 12 de mil ingressos já foram vendidos de forma antecipada.

A linha do tempo desde o último Dérbi

2013

Ponte Preta
- Sofreu derrota de goleada em casa para o Corinthians por 4 a 0, nas quartas de final do Paulistão
- Eliminada pelo modesto Nacional-AM na terceira fase da Copa do Brasil. Duas vitórias do time amazonense pelo mesmo placar (1x0)
- Rebaixada no Campeonato Brasileiro
- Em sua primeira participação de uma competição internacional, Ponte acabou sendo vice-campeã da Copa Sul-Americana. Com invasão da torcida ao Pacaembu, o primeiro jogo acabou no empate por 1 a 1 no Pacaembu. No jogo da volta, a Ponte foi derrotada na Argentina por 2 a 0

Guarani
- Último dérbi entre os dois times de Campinas, vitória da Macaca em pleno Brinco de Ouro da Princesa por 3 a 1, que resultou no pedido de demissão do técnico Zé Teodoro após o clássico
- Fez a pior campanha da história do clube no Campeonato Paulista e fechou a competição na lanterna pela primeira vez do torneio estadual. Bugre somou apenas 10 pontos, tendo 17,5% de aproveitamento
- Eliminado na segunda fase da Copa do Brasil pelo Confiança. Time campineiro perdeu a vaga nas disputas de pênaltis
- Não se classificou para as fases decisivas da Série C

2014

Ponte Preta
- Eliminado pelo Santos nas quartas de final do Paulistão por 4 a 0
- Eliminado pelo Vasco da Gama na terceira fase da Copa do Brasil
- Acesso à Serie A foi conquistado na vitória diante do Bragantino por 2 a 0, com quatro rodadas de antecipação. Jogo ficou marcado pela invasão da torcida da Macaca à Bragança Paulista. Ponte terminou o ano como vice-campeã do Brasileiro da Série B, tendo título conquistado pelo Joinville

Guarani
- Clube se salvou do rebaixamento da Série A2 do Estadual nas últimas rodadas
- Eliminado pelo Santa Rita-AL na primeira fase da Copa do Brasil
- Crises políticas entre o presidente Álvaro Negrão e vice-presidente Horley Senna se instala no Bugre. Negrão venceu o desafeto na eleição em março daquele ano
- Presidente Álvaro Negrão se renunciou do clube em setembro, sem cumprir a promessa de pagar salários de funcionários. Horley Senna assumiu o posto
- Guarani não fez boa campanha e se manteve na Série C
- Por dívidas trabalhistas e fiscais, o estádio do Guarani foi arrematado em um leilão por R$ 44,4 milhões pelo Grupo Magnum. Parceria entre o clube e a Magnum foi colocada em discussão e empresa do ramo de relógios evitou o Bugre de perder o principal patrimônio para duas empresas interessadas

2015

Ponte Preta
- Clube foi eliminado pelo Corinthians nas quartas de final do Estadual. Pontepretanos reclamaram de um gol mal anulado marcado pelo Renato Cajá
- Na Copa do Brasil, Ponte acabou sendo eliminado pelo Coritiba nas disputas de pênaltis
- Na Copa Sul-Americana, o time alvinegro foi eliminado logo na estreia da competição internacional. O algoz da equipe campineira foi a Chapecoense
- Desde que o Brasileirão passou a ser disputado por sistema de pontos corridos, a Macaca fez umas das melhores campanhas no certame nacional, tendo terminado em décimo lugar.

Guarani
- Não conseguiu se classificar para a fase mata-mata da A2 do Paulista
- Justiça anulou leilão do Brinco de Ouro e estádio volta a "pertencer" ao Guarani
- Sem participação na Copa do Brasil
- Maxion Empreendimentos Imobiliários arrematou o estádio do Guarani por R$ 105 milhões
- Sem acesso na Série C

2016

Ponte Preta
- Antes de a temporada começar, a Macaca sofreu debandada geral com os principais jogadores do elenco
- Eliminado na primeira fase do Paulistão
- Eliminado pelo Atlético-MG nas oitavas de final da Copa do Brasil
- Clube sonhou com a classificação à Libertadores, mas fez a melhor campanha da história da equipe no Brasileirão desde o início do sistemas de pontos corridos e acabou em 8º lugar

Guarani
- Eliminado na primeira fase do Paulista e amargou mais um ano na A2 do Estadual
- Sem participação na Copa do Brasil
- Em segunda instância, a Justiça anulou por decisão unânime o leilão do Brinco de Ouro vencido pelo Maxion Empreendimentos Imobiliários em 2015 e estádio voltou a ser do Guarani
- Guarani deu a volta por cima e obteve o acesso para a Série B, ao golear o Asa de Arapiraca nas quartas de final da Série C. Torcida foi ao delírio no Brinco de Ouro com acesso conquistado. Bugre ficou com o vice-campeonato após perder o título para o Boa Esporte

2017

Ponte Preta
- Fez grande campanha do Campeonato Paulista e acabou sendo vice campeã no torneio. Macaca eliminou Palmeiras e Santos no mata-mata. Só foi parado pelo Corinthians na grande decisão. Clube reviveu a final com o adversário após 40 anos da primeira final contra o próprio Timão
- Eliminado pelo Sport nas oitavas de final da Copa Sul-Americana
- Eliminado na segunda fase da Copa do Brasil em casa para o Cuiabá na decisão de pênaltis, por 5 a 4
- Rebaixada no Brasileirão em casa após a derrota por 3 a 2, para o Vitória. Duelo foi marcado por confronto direto na parte de tabela, "dedada" de Rodrigo em Tréllez e invasão de campo da torcida da Macaca antes do término da partida. Ponte estava vencendo o time adversário, mas o capitão da equipe alvinegra resolveu entrar em ação e mudou o cenário de forma negativa. Dia para ser esquecido pelo torcedor pontepretano

Guarani
- Clube não conseguiu se classificar para a fase mata-mata da Série A2 do Paulista e ficou mais um ano na divisão inferior do Estadual
- Sem participação na Copa do Brasil
- Bugre se salvou do rebaixamento na penúltima rodada da Série B do Brasileiro. Após o fim do jogo, torcida provocou à Ponte Preta nas arquibancadas e "ensaiou" grito por Dérbi. Confirmação do clássico campineiro viria dias depois, após a Macaca ser rebaixada na Série A

2018

Ponte Preta
- Eliminada na primeira fase do Campeonato Paulista
- Macaca avança na Copa do Brasil e está nas oitavas de final da competição. Adversário é o Flamengo

Guarani
- Após quatro anos, Guarani voltou à elite do futebol paulista e faturou o título do Estadual depois de vencer o Oeste Barueri na competição. Último caneco conquistado pelo clube foi na Série B de 1981
- Jogo foi marcado pela aposentadoria do ídolo Fumagalli e homenagem ao goleiro Wallace, que faleceu após de sofrer um acidente de carro no começo deste ano

Veja também:

Veja onde estão 24 andarilhos no futebol brasileiro
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade