0

Cigano atropela Lewis e mantém sonho de retomar cinturão

UFC Fight Night 146, realizado neste sábado (9), em Wichita, Kansas (EUA), teve triunfos dos brasileiros Junior Cigano e Elizeu Capoeia nas lutas principais da noite; resultados aqui

10 mar 2019
01h59
atualizado às 11h42
  • separator
  • 0
  • comentários

O UFC Fight Night 146 não foi um dos melhores eventos do Ultimate em 2019, mas contou com alguns bons momentos para os fãs de luta, especialmente nos duelos finais. Realizado na cidade de Wichita, no Kansas (EUA), o evento foi protagonizado pela vitórias de dois brasileiros, que crescem em suas divisões: o ex-campeão Junior Cigano e Elizeu Capoeira.

Cigano superou Lewis por nocaute técnico no segundo assalto da luta principal (Foto: Getty Images/UFC)
Cigano superou Lewis por nocaute técnico no segundo assalto da luta principal (Foto: Getty Images/UFC)
Foto: LANCE!

Junior Cigano somou sua terceira vitória consecutiva ao derrotar Derrick Lewis por nocaute técnico no segundo round. Enquanto isso, Elizeu Capoeira anotou sua sétima vitória seguida ao atropelar Curtis Millender com um mata-leão.

Outro brasileiro no card, Serginho Moraes não teve a mesma sorte de seus compatriotas. O faixa-preta foi dominado por Anthony Martin no card preliminar e perdeu por unanimidade.

Cigano nocauteia e se reaproxima de cinturão

Assim como a fênix, Junior Cigano ressurgiu das cinzas na categoria dos pesos pesados. O ex-campeão da divisão anotou sua terceira vitória consecutiva ao superar Derrick Lewis por nocaute técnico no segundo round do confronto principal da noite em Wichita, nos EUA.

Cigano se expôs defensivamente no início e acabou sendo atingido por fortes golpes de Lewis, mas aguentou a pressão do norte-americano. Na sequência, o Boxe de Cigano voltou à tona, acertando boas combinações até culminar em um cruzado de direita, que antecedeu uma sequência de golpes no chão para finalizar a luta com a interrupção do árbitro.

Elizeu Capoeira atropela e finaliza Curtis Millender

Nem só de nocautes vive Elizeu Capoeira. Na missão de alcançar o topo da divisão dos meios-médios, o pupilo de Cristiano Marcello não tomou conhecimento do desafio contra Curtis Millender, finalizando a luta com facilidade no primeiro round, com um mata-leão.

Especialista na trocação, Capoeira não teve nem tempo de ser atingido, pois logo levou a luta para o chão nos segundos iniciais. O brasileiro pegou as costas de Millender em duas oportunidades. Na primeira, não conseguiu encaixar o mata-leão. Na segunda, não deu chance para o azar, encaixando a finalização e somando sua sétima vitória consecutiva.

Niko Price nocauteia Means em virada sensacional

Niko Price e Tim Means são garantias de lutas animadas. Quando o UFC casou ambos para se enfrentarem, não podia dar errado. E não deu. Ambos proporcionaram um dos melhores rounds do ano de 2019, com muita ação na luta em pé. Means dominava as ações, até Price acertar um cruzado de direita que deixou Tim totalmente inconsciente nos segundos finais.

Means começou a luta pressionado com o Boxe, acertando boas combinações e até levando a luta para o chão com uma bela queda. Mesmo quando Price conseguiu ficar de pé novamente, Means imprimiu seu ritmo de pressão, acertando ótimas combinações, enquanto Price se movimentava e aplicava chutes nas pernas, esperando a oportunidade para contra-atacar. E ela chegou, num cruzado brutal que garantiu sua terceira vitória em quatro lutas.

Beneil Dariush volta as raízes e finaliza Drew Dober

Beneil Dariush resolveu voltar as suas raízes para anotar sua segunda vitória consecutiva. O atleta da Kings MMA venceu Drew Dober, que vinha de três triunfos seguidos, por finalização - o atleta não vencia por finalização há quase cinco anos. Depois de sofrer com o Boxe bem alinhado de Dober no primeiro round, Dariush buscou o clinch para levar a luta ao chão no segundo assalto. Quando chegou ao chão, encontrou a resistência do duro Dober, mas a faixa-preta fez diferença e a chave de braço veio para culminar a vitória de Dariush.

Anthony Rocco Martin domina e bate Serginho Moraes

Não deu para o brasileiro Serginho Moraes. O faixa-preta de Jiu-Jitsu foi completamente anulado por Anthony Rocco Martin no última luta do card preliminar do UFC Wichita, sendo derrotado por decisão unânime dos juízes laterais e interrompendo seus dois triunfos.

Serginho esbarrou na dificuldade de levar a luta para o chão ao longo dos três rounds, e mesmo anotando duas quedas, não conseguiu aproveitar o seu jogo de arte suave. Melhor para Martin, que dominou a luta em pé acertando boas combinações e aplicando chutes nas pernas do brasileiro que fizeram a diferença ao longo da luta. O americano segue em alta.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC Fight Night 146
Wichita, no Kansas (EUA)
Sábado, 9 de março de 2019

Card principal
Junior Cigano derrotou Derrick Lewis por nocaute técnico no 2R
Elizeu Capoeira finalizou Curtis Millender com um mata-leão no 1R
Niko Price derrotou Tim Means por nocaute no 1R
Blagoy Ivanov derrotou Ben Rothwell por decisão unânime dos jurados
Beneil Dariush finalizou Drew Dober com uma chave de braço no 2R
Omari Akhmedov derrotou Tim Boetsch por decisão unânime dos jurados

Card preliminar
Anthony Martin derrotou Serginho Moraes por decisão unânime dos jurados
Yana Kunitskaya derrotou Marion Reneau por decisão unânime dos jurados
Grant Dawson derrotou Julian Erosa por decisão unânime dos jurados
Maurice Greene derrotou Jeff Hughes por decisão dividida dos jurados
Matt Schnell finalizou Louis Smolka com um triângulo no 1R
Alex Morono derrotou Zak Ottow por nocaute técnico no 1R
Alex White derrotou Dan Moret por decisão unânime dos jurados

Quer ficar por dentro do mundo da luta? Clique e acesse o site da TATAME!

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade