4 eventos ao vivo

Chefe da fisioterapia do Verdão pede demissão após cinco anos no clube

Jomar Ottoni pediu para sair na segunda-feira e encerrou uma passagem de quase cinco anos no clube. Ele havia chegado para iniciar a reformulação no clube, a pedido de Mattos

8 jan 2020
18h32
atualizado às 18h32
  • separator
  • 0
  • comentários

Jomar Ottoni pediu demissão do Palmeiras e não é mais o chefe da fisioterapia do clube. Ele estava desde 2015 na Academia de Futebol e foi peça importante na implementação do Centro de Excelência e reformulação de métodos do Núcleo de Saúde e Performance.

A informação de sua saída foi divulgada pelo Uol. Jomar está discutindo a possibilidade de iniciar um outro projeto fora do Brasil e tomou a decisão de sair apenas depois de acertar as diretrizes do trabalho de pré-temporada com o seu departamento e com o novo coordenador científico, Daniel Gonçalves.

A chegada de Jomar, em 2015, foi a primeira etapa para a reformulação completa da estrutura da Academia de Futebol. Além de novos equipamentos e novas instalações, o clube passou a usar novos métodos no tratamento e prevenção de lesões, tanto que a cada ano teve uma diminuição no número de jogadores machucados.

Ele havia sido uma indicação do diretor de futebol Alexandre Mattos na época, já que os dois trabalharam juntos em América-MG e Cruzeiro. Apesar disso, a dupla não deve voltar a trabalhar junta no Reading, da Inglaterra, clube que o diretor deve assumir em pouco menos de dois meses.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade