0

Castan confia na classificação do Vasco e revela conversa com Pikachu: 'Tem a nossa confiança'

Zagueiro e capitão do Cruz-Maltino disse acreditar na força do grupo para conseguir reverter a desvantagem contra o Botafogo e avançar na Copa do Brasil

22 set 2020
21h37
atualizado às 21h37
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A força do grupo será a arma do Vasco para conseguir a classificação na Copa do Brasil, segundo o zagueiro Leandro Castan. Em entrevista coletiva na véspera do jogo decisivo com o Botafogo, às 21h30, desta quarta, em São Januário, oo capitão se mostrou otimista sobre a possibilidade de reverter a desvantagem pela derrota por 1 a 0 no jogo de ida e revelou conversa com o lateral-direito Yago Pikachu, que não passa por um bom momento na temporada.

Castan confia na classificação do Vasco (Reprodução/Vasco TV)
Castan confia na classificação do Vasco (Reprodução/Vasco TV)
Foto: Lance!

-O Yago é um cara que tem a nossa total confiança. Conversei com ele depois do jogo com o Coritiba. Todos estamos sujeitos a erros e acertos e ele tem muito crédito dentro do grupo, já nos deu muitas vitórias no ano passado. Ele sabe que não está em seu melhor momento. A gente entende a torcida ,mas nosso grupo está fechado e a união é a nossa força. Vamos estar sempre juntos na vitória e na derrota . Ele tem a confiança de todos e tenho certeza que fará um grande jogo - disse Castan.

Pikachu sofreu duras críticas dos torcedores pela derrota do Cruz-Maltino, no último domingo, para o Coritiba, depois de cometer um pênalti apontado pelo VAR.

Castan também alertou para o perigo das bolas aéreas do Botafogo, em especial com o atacante Matheus Babi, que já fez três gols em dois jogos contra o time de São Januário.

-Sabemos que o Botafogo é um time forte nas bolas aéreas e tem um atacante que é muito alto. Para marcar ele é preciso estar sempre perto, usar bem o corpo e não deixar ele subir. Não tivemos tempo de reforçar nos treinamentos com esse calendário maluco. Temos conversado bastante, neste momento tem sido assim na base da conversa. Acredito que vamos fazer um grande jogo e neutralizar essas bolas alçadas na área. A gente respeita o adversário, mas jogando em São Januário temos que impor nosso ritmo e pressioná-los para reverter essa situação e buscar a classificação - concluiu o camisa 5.

Veja também:

Editor do L! analisa grave crise dentro e fora de campo do Botafogo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade