0

Bloco da eficiência: São Paulo não convence, leva susto, mas vence outra

Torcedor que trocou blocos de Carnaval para ir ao Morumbi viu o time levar duas bolas na trave e Sidão fazer milagre, porém presenciou estreia de Nenê e a volta de Cueva - com gol

3 fev 2018
19h04
atualizado às 21h53
  • separator
  • 0
  • comentários

São Paulo já viveu um clima de Carnaval neste sábado, com blocos espalhados pela cidade. Ainda assim, 13.624 torcedores preferiram ir ao Morumbi para encarar garoa fina, vento frio e mais uma atuação pouco convincente do time de Dorival Júnior. Porém, teve vitória: 2 a 0 sobre o Botafogo de Ribeirão Preto.
Apesar do resultado, o Tricolor sofreu: levou duas bolas na trave e ainda viu Sidão fazer defesas importantes. Mesmo assim, no segundo tempo, o gol de Diego Souza, aos cinco minutos, e o pênalti convertido por Cueva, aos 38, garantiram três pontos no Campeonato Paulista.
É assim que se faz
No intervalo, Dorival abriu mão de Brenner para colocar Cueva, fazendo o time receber aplausos de torcedores que vaiaram a equipe no intervalo. Após três jogos vetado pela diretoria, o peruano entrou com vontade e o São Paulo melhorou na criação, tanto que fez o gol.

GALERIA: A vitória do São Paulo em imagens
GALERIA: A vitória do São Paulo em imagens
Foto: Marcello Zambrana/AGIF / Lance!

Se o Botafogo desperdiçou chances claras, os donos da casa, na primeira oportunidade que teve, balançou as redes: Reinaldo cruzou da esquerda e Diego Souza empurrou para o gol. Faltaram muitas qualidades ao São Paulo neste sábado, mas não eficiência, como a jogada provou.

Para interromper os sustos, Serginho agarrou Bruno Alves na área. Pênalti que Cueva converteu, aos 37 minutos, acalmando de vez o jogo.

Trave da casa
O Botafogo fez mais do que preencher sua intermediária defensiva: dava botes precisos e forçava o erro de passe do São Paulo. E logo entendeu que, nas coatas dos laterais e pontas, acharia espaço.

Nesse cenário, acertou a trave duas vezes no primeiro tempo: com Taylor, aos três minutos, e Dodô, aos 25. Aos 41, Bruno Moraes ainda chutou rente ao gol de Sidão.

Sidão salva
O São Paulo ficou mais ajustado no segundo tempo, mas seguiu errando e dando chances ao rápido Botafogo. Mas, após o intervalo, o vilão do time de Ribeirão foi Sidão, que fez milagre em chute cara a cara de Willian Oliveira, aos nove minutos

Agenda e situação na tabela
O São Paulo chega a sete pontos e à liderança do grupo B (supera a Ponte Preta no saldo de gols). Na quarta-feira, recebe o Bragantino.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 0 BOTAFOGO-SP
Local:
Morumbi, São Paulo (SP)
Data-Hora: 3/2/2017 - 17h
Árbitro: Raphael Claus
Auxiliares: Alberto Poletto Masseira e Evandro de Melo Lima
Público/renda: 13.624 pagantes/R$ 354.618,20
Cartões amarelos: Bruno Alves e Reinaldo (SAO), Diones, Plínio e Danielzinho (BOT)
Cartões vermelhos: -
Gols: Diego Souza (5'/2ºT) (1-0), Cueva (38'/2ºT) (2-0)

SÃO PAULO: Sidão; Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio e Reinaldo (Edimar, aos 30'/2ºT); Jucilei, Petros e Nenê (Shaylon, aos 33'/2ºT); Marcos Guilherme, Brenner (Cueva, no intervalo) e Diego Souza. Técnico: Dorival Júnior.

BOTAFOGO-SP: João Lucas; Lucas Taylor (Carlos Henrique, aos 40'/2ºT), Plínio, Naylhor e Peri; Serginho, Diones, Willian Oliveira (Jheimy, aos 29'/2ºT), Dodô e Danielzinho (Wesley, aos 13'/2ºT); Bruno Moraes. Técnico: Léo Condé.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade