PUBLICIDADE

Balotelli recebe duras críticas e se defende nas redes sociais

O ex-treinador da Itália, Sacchi, criticou bastante o atacante. O empresário de Balotelli, Mino Raiola, defendeu o jogador: 'Sacchi demonstrou que não tem inteligência, nem classe'

10 set 2018 11h07
ver comentários
Publicidade

Roberto Mancini convocou Mario Balotelli para a seleção italiana e seu retorno causou polêmica na Itália. O ex-treinador da seleção, Arrigo Sacchi e o ex-jogador polonês e atual presidente da Federação Polonesa, Boniek, fizeram duras críticas ao atacante. Roberto Mancini defendeu o jogador e Balotelli usou a rede social para responder.

O retorno de Balotelli para a seleção italiana causou polêmica (Foto: Fabrice Coffrini / AFP)
O retorno de Balotelli para a seleção italiana causou polêmica (Foto: Fabrice Coffrini / AFP)
Foto: Lance!

- Futebol se joga em equipe. É um esporte coletivo em que a inteligência conta mais que os pés. A primeira coisa que tem que se levar em consideração para convocar um jogador é a sua inteligência - disse o ex-treinador do Milan e da Azzurra, Arrigo Sacchi, para a 'Radio Deejay'

O primeiro rival da nova era Mancini, na Itália, foi a Polônia, pela Liga das Nações. A seleção italiana empatou em 1 a 1, com gol de Jorginho. Balotelli entrou no segundo tempo, aos 16 minutos, no lugar de Belotti. O ex-jogador da seleção da Polônia, Boniek também fez críticas ao jogador.

- Não botaria em campo um jogador com 15 quilos de sobrepeso. Conversei com Sacchi depois da partida e ambos destacamos que Balotelli não estava preparado para a partida - disse Boniek

As defesas
Balotelli usou o Instagram, na parte dos 'Storys', neste domingo, para se defender. O atacante publicou uma imagem com os seguintes dizeres: "Bom dia. Não arruíne um bom dia pensando em uma tarde ruim. Deixe ir. Eu sou forte, e você?"

Outro que também defendeu o italiano foi o próprio treinador, Roberto Mancini, que ressaltou que Sacchi foi um grande treinador, mas que acredita "que foi muito duro com Mario".

O empresário de Balotelli, Mino Raiola, foi mais além. O holandês alegou que faltou "classe" ao ex-treinador e ressaltou as derrotas de Sacchi para defender o atacante italiano.

- A inteligência serve no futebol e na vida, com suas palavras, Sacchi demonstrou que não tem inteligência, nem classe. Não sei porque tanto crédito para alguém que treinava um Milan que ganhava sozinho. Sacchi tem agradecer a Berlusconi (ex-presidente do Milan) e pensar na final da Copa do Mundo que perdeu.

Sacchi foi o treinador da Itália na Copa do Mundo de 1994. Na ocasião, a seleção italiana perdeu a final para o Brasil, nas penalidades e a Seleção Brasileira conquistou o tetracampeonato.

Lance!
Publicidade
Publicidade