PUBLICIDADE
Logo do

Flamengo

Meu time

Avassalador, Flamengo goleia o Madureira e volta à liderança

Gabigol marca dois, chega ao 73º gol e se torna o maior artilheiro do Rubro-Negro no século

5 abr 2021
23h03 atualizado em 6/4/2021 às 13h00
0comentários
23h03 atualizado em 6/4/2021 às 13h00
Publicidade

Bastou um primeiro tempo em ritmo avassalador para o Flamengo acabar com a invencibilidade do Madureira no Campeonato Carioca. Com grande volume de jogo e bela atuação coletiva, o Rubro-Negro goleou por 5 a 1 e reassumiu a liderança da Taça Guanabara. Gabigol (2), Gerson, Diego e Arrascaeta marcaram para a equipe comandada por Rogério Ceni, enquanto Luiz Paulo descontou para o Tricolor Suburbano.

Este foi o último teste do Flamengo antes da primeira decisão da temporada. No próximo domingo, às 11h (de Brasília), a equipe rubro-negra volta a campo para enfrentar o Palmeiras, pela Supercopa do Brasil. A partida será disputada no Mané Garrincha, em Brasília.

Gabigol se tornou o maior artilheiro do Fla no século (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)
Gabigol se tornou o maior artilheiro do Fla no século (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)
Foto: Lance!

Início avassalador, gol mal anulado e bolas na trave

Assim como na última partida contra o Bangu, o Flamengo impôs um grande volume de jogo desde o início da partida. O Madureira até arriscou uma pressão na saída de bola, mas as linhas foram facilmente batidas e a equipe rubro-negra encontrou os espaços para construir oportunidades de gol.

Na primeira grande jogada, logo aos sete minutos de jogo, Gerson tabelou com Arrascaeta e serviu Gabigol na pequena área. O camisa 9 chegou a balançar as redes, mas o gol foi anulado após o assistente marcar um impedimento inexistente de Gerson na jogada. Em seguida, o Flamengo voltou a levar perigo com duas bolas seguidas na trave: primeiro em uma cabeçada de Bruno Henrique e depois com um chute desviado de Diego.

73 vezes Gabigol, o artilheiro do século

Com todo esse volume, não demorou muito para o Flamengo enfim tirar o zero do marcador e construir a vitória com naturalidade. Aos 15', Bruno Henrique foi derrubado por Breno dentro da área, e Gabigol cobrou com categoria para marcar o seu 72º gol com a camisa rubro-negra.

Pouco depois, aos 28', saiu o gol histórico: Gabigol aproveitou o rebote após cabeceio de Rodrigo Caio e balançou as redes pela 73ª vez pelo Flamengo. Assim, ele se igualou a Renato Abreu e se tornou o maior goleador do clube no século XXI.

Volantes chegando na área e marcando

Não foi só Gabigol quem balançou as redes do Madureira. Antes do camisa 9 marcar o segundo gol dele, o Flamengo já vencia por 2 a 0: aos 21', Gerson recebeu passe de Filipe Luís, dominou livre na área e finalizou cruzado para bater Felipe Lacerda. No fim do primeiro tempo, aos 43', foi a vez de Diego receber assistência de Isla e finalizar de primeira para marcar o quarto gol do Flamengo.

Etapa final protocolar

Na volta do intervalo, o Flamengo manteve o mesmo ritmo no ataque, mas foi o Madureira quem marcou primeiro. Em cobrança de escanteio aos 12 minutos, a marcação por zona do Rubro-Negro não funcionou, e Luiz Paulo cabeceou livre na pequena área para diminuir o placar.

Qualquer indício de reação, no entanto, parou por aí. Aos 19', Gerson achou Arrascaeta aberto pela esquerda, o uruguaio cortou o marcador e teve liberdade para marcar o quinto gol rubro-negro. Em seguida, o Flamengo diminuiu o ritmo, e Rogério Ceni aproveitou para rodar a equipe com as cinco substituições disponíveis.

FICHA-TÉCNICA

Madureira 1 x 5 Flamengo - 8ª rodada da Taça Guanabara

Estádio: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)

Data e hora: 05 de abril de 2021, às 21h (de Brasília)

Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda

Assistentes: Gabriel Conti Viana e Thiago Gomes Magalhães

Cartões amarelos: Breno (MAD) / Willian Arão, Vitinho, Gabigol, Rodrigo Muniz e Bruno Henrique (FLA)

Cartões vermelho: Bruno Oliveira (MAD)

GOLS: Gabigol, 16'/1ºT (0-1) e 28'/1ºT (0-3); Gerson, 21'/1ºT (0-2); Diego, 43'/1ºT (0-4), Luiz Paulo, 12'/2ºT (1-4) e Arrascaeta, 19'/2ºT (1-5)

MADUREIRA (Técnico: Alfredo Sampaio)

Felipe Lacerda; Rhuan (Bruno Oliveira, 0'/2ºT), Breno, Maurício Barbosa e Juninho; Victor Feitosa (Humberto, 29'/2ºT), Rodrigo Yuri (Gutemberg, 29'/2ºT) e Nivaldo (Eberson, 0'/2ºT); Sillas, Luiz Paulo e Bruno Santos.

FLAMENGO (Técnico: Rogério Ceni)

Diego Alves; Isla (Vitinho, 37'/2ºT), Willian Arão, Rodrigo Caio (Bruno Viana, 21'/2ºT) e Filipe Luís; Diego Ribas (Hugo Moura, 30'/2ºT), Gerson (João Gomes, 30'/2ºT), Everton Ribeiro (Rodrigo Muniz, 30'/2ºT) e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol.

Lance!
Publicidade
Publicidade