0

Atlético-MG inova e faz campanha por crianças desaparecidas em Minas

A ação pede para seus torcedores trocarem a foto do perfil das redes sociais por uma foto de alguma criança desaparecida

10 out 2020
19h07
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Para marcar de forma diferente o Dia das Crianças, comemorado em 12 de outubro, o Atlético-MG e o Galo na Veia lançam a campanha Galo pelas Crianças Desaparecidas, em parceria com a Polícia Civil de Minas Gerais.

A campanha "Galo pelas Crianças Desaparecidas"  é uma parceria do clube com a Polícia Civil de Minas Gerais-(Divulgação/Atlético-MG)
A campanha "Galo pelas Crianças Desaparecidas" é uma parceria do clube com a Polícia Civil de Minas Gerais-(Divulgação/Atlético-MG)
Foto: Lance!

Contando com o enorme engajamento da Massa Alvinegra para contribuir com essa causa nobre, o Atlético pede a cada torcedor que, ao invés de publicar uma foto de quando era criança, em seu perfil nas redes sociais, publique a foto de uma criança desaparecida.

As fotos das crianças desaparecidas em Minas Gerais podem ser encontradas no site galopelascriancas.com.br.

A dor de uma família que tem uma criança desaparecida não pode ser mensurada e, por isso, o Galo se torna parceiro na busca por essas crianças.

Doe o espaço da sua foto de perfil nas redes sociais para uma criança desaparecida. Sua iniciativa pode salvar não apenas uma criança, mas uma família inteira.

Quem tiver pistas sobre o paradeiro de uma criança desaparecida deve informar pelo telefone: 0800 2828 197.

O registro de desaparecimento deve ser feito de imediato, em qualquer unidade da Polícia Civil ou da Polícia Militar, ou pela Delegacia Virtual (https://delegaciavirtual.sids.mg.gov.br/sxgn).

O registro gera um alerta no sistema da Defesa Social em Minas Gerais, permitindo que qualquer agente saiba que aquela pessoa está desaparecida. Caso a pessoa desaparecida retorne, é importante realizar o registro de localização.

Em Belo Horizonte, após o registro, é fundamental que um parente de primeiro grau compareça à Divisão de Referência da Pessoa Desaparecida (DRPD) para elaboração de um cartaz e início da divulgação do desaparecimento. Basta levar uma fotografia atual, com boa resolução, do rosto do ausente. No interior, deve-se ir à Delegacia da Polícia Civil no município ou comarca e solicitar a elaboração do cartaz por meio da DRPD.

Veja também:

Veja as principais revelações que saíram do CT do São Paulo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade