1 evento ao vivo

Árbitro interrompe Majestoso devido a gritos homofóbicos no Morumbi

Douglas Marques das Flores parou a partida antes dos cinco minutos por conta de gritos de 'bicha' da torcida do São Paulo quando o goleiro Cássio bateu tiro de meta

15 fev 2020
19h31
atualizado às 19h34
  • separator
  • 0
  • comentários

Bastou menos de cinco minutos de jogo no Majestoso para ter a primeira polêmica da noite desta sábado. Isso porque o árbitro Douglas Marques das Flores interrompeu a partida para alertar os jogadores sobre os gritos homofóbicos que vieram das arquibancadas do Morumbi quando o goleiro Cássio, do Corinthians, cobrou seu primeiro tiro de meta.

Árbitro precisou interromper a partida logo em seu início por gritos homofóbicos (Foto: divulgação/SPFC)
Árbitro precisou interromper a partida logo em seu início por gritos homofóbicos (Foto: divulgação/SPFC)
Foto: Lance!

O lance aconteceu por volta dos quatro minutos de duelo, após o arqueiro corintiano ter reposto a bola em jogo em um tiro de meta. Os são-paulinos, em coro, soltaram o já conhecido grito de "bicha" e imediatamente após o ocorrido, o árbitro reuniu alguns atletas no centro do gramado para discutir a atitude homofóbica das arquibancadas, que têm torcida única.

Ao mesmo tempo o quarto árbitro chamou uma representante da Federação Paulista de Futebol para também falar sobre o assunto e registrar o que estava acontecido. A entidade, se assim entender, pode punir o clube. Após recomendação da FIfa, o STJD decidiu em agosto do ano passado, que as agremiações poderão ser punidas com perda de pontos por conta disso.

No som ambiente do estádio, o locutor solicitou aos torcedores são-paulinos presentes que parassem com tal ato para não prejudicarem o clube. Depois dos avisos, as manifestações homofóbicas não voltaram a acontecer. Vale lembrar que apenas a torcida do São Paulo foi ao Morumbi para o clássico, segundo determinação do Ministério Público para torcida única.

Veja também:

Veja os jogadores com mais gols por clubes de Série A desde 2010
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade