0
Logo do Cruzeiro
Foto: terra

Cruzeiro

Após polêmicas, Cruzeiro detalha parceria com banco

Clube mineiro é um dos mais badalados no mercado, o que contrasta com os problemas financeiros do final de 2017. Edílson é apresentado e exalta a grandeza do clube

12 jan 2018
16h53
  • separator
  • comentários

A movimentação do Cruzeiro nesta janela de transferências chama a atenção. São reforços de peso: Fred, Bruno Silva, Mancuello e Edílson, além de outros menos badalados como Egídio e o atacante David. O problema é que o clube encerrou 2017 com problemas financeiros, o que faz muita gente se questionar a origem do dinheiro da Raposa, que ainda pagou alguns salários atrasados.

Wagner Pires de Sá, ao centro(Foto: Divulgação)
Wagner Pires de Sá, ao centro(Foto: Divulgação)
Foto: LANCE!

Mas ela se defende: por meio de uma nota divulgada à imprensa, a Raposa afirmou que fez uma parceria com o banco BMG. Ainda segundo o clube, tudo dentro das normas jurídicas e da CBF. Haverá divisão dos lucros com o banco em uma eventual transferência futura. Caso não ocorra venda, o Cruzeiro poderá pagar o banco com o dinheiro de outras transações. Além disso, o Cruzeiro acertou com o banco um empréstimo com baixas taxas de juros.

Fred, por exemplo, chegou sem custos para o time mineiro, após rescindir com o Atlético-MG. No entanto, havia uma cláusula no contrato do atacante com o Galo que dizia: em caso de acerto com a Raposa, o rival deveria pagar R$ 10 milhões. Há ainda mais gastos, claro: o volante Bruno Silva custou R$ 4 milhões. Mancuello custou mais R$ 6 milhões. Por fim, a Raposa comprou ainda 70% dos direitos econômicos do atacante David, ex-Vitória por 10 milhões de reais.

Edílson

Ao contrário dos três citados acima, o lateral-direito Edílson, que chegou sem custos, em troca que levou o meia-atacante Alisson para o Grêmio. O Cruzeiro estreia no Campeonato Mineiro no próximo dia 17, quando recebe o Tupi, às 21h45, no Mineirão.

- Vim para o Cruzeiro por vários motivos. A vontade do Mano, do presidente, do Marcelo, do Itair. Poderia me estacionar nos títulos que conquistei lá, mas preferi vir para cá em função do desafio de estar num grande clube, pelas contratações que estão fazendo, pela base mantida. Tenho certeza que vou brigar por títulos e serei feliz - comentou, em apresentação na tarde desta sexta-feira.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade