0
Logo do Jogos Pan-Americanos
Foto: terra

Jogos Pan-Americanos

Substituta de campeã olímpica perde semi e disputa bronze

Nathalia Brígida ficou perto de garantir uma vaga na disputa pela medalha de ouro, mas foi derrotada por argentina em decisão polêmica

11 jul 2015
18h01
atualizado às 23h36
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A jovem Nathalia Brígida, que tem apenas 22 anos, ficou a um passo de garantir a primeira medalha para a delegação brasileira nos Jogos Pan-Americanos. A judoca, que foi escalada no lugar da campeã olímpica Sarah Menezes para disputar o torneio em Toronto, foi derrotada em decisão polêmica pela argentina Paula Pareto, que conquistou uma vaga na decisão da categoria -48 kg. Já a brasileira irá disputar o bronze contra a equatoriana Diana Cobos. 

A luta que definiu o destino da jovem atleta brasileira começou de forma bastante estudada pelas duas competidoras. A argentina iniciou mais agressiva e provocou uma advertência por falta de combatividade da brasileira. Após tomar a punição, Nathalia acordou para a luta e tentou desestabilizar a rival fazendo a pegada na parte de cima da manga. 

Nathalia Brígida, que desbancou a campeã olímpica Sarah Menezes na convocação para o Pan, ficou muito perto de garantir uma vaga na final
Nathalia Brígida, que desbancou a campeã olímpica Sarah Menezes na convocação para o Pan, ficou muito perto de garantir uma vaga na final
Foto: Eduardo Palacio / Terra

Não demorou muito para a brasileira também conseguir uma advertência a seu favor pelo mesmo motivo. Com a luta igualada, Nathalia passou a crescer na luta e chegou a conseguir um shido, que acabou anulado pelos juízes laterais, para revolta da delegação brasileira que acompanhava das arquibancadas no complexo em Mississauga, próximo a Toronto. A anulação da pontuação desestabilizou a brasileira que acabou levando outra advertência e não conseguiu reverter a desvantagem até o fim da luta. A derrota foi contestada pelos torcedores nas arquibancadas que vaiaram a decisão dos árbitros. 

COB admite usar Pan para projeto "Top 10" no Rio 2016

Antes de perder a semifinal, Nathalia Brígida tinha começado bem na competição. Ela havia vencido a venezuelana Andrea Gomez por 2 shidos a 1 e estava confiante de que conseguiria uma vaga na decisão do Pan. Se a judoca nascida em Atibaia ficou fora da disputa pelo ouro, o mesmo não aconteceu com Felipe Kitadai e Érika Miranda, que já garantiram as duas primeiras medalhas para o Brasil com a ida à final nas categorias até 60 kg e 52 kg, respectivamente. 

Ranking Geral - País Ouro Prata Bronze TOTAL
Canadá 4 2 2 8
Estados Unidos 3 0 4 7
México 2 4 1 7
Colômbia 2 3 2 7
Brasil 1 2 1 4
Veja o quadro completo aqui
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade