PUBLICIDADE

Jogos de Paris

Rayssa Leal comemora título na China e agradece a quem 'madrugou' no Brasil

Skatista é campeã do Olympic Qualifier Series, em dia histórico, com sete brasileiros em finais

20 mai 2024 - 20h42
Compartilhar
Exibir comentários

Rayssa Leal escreveu mais um capítulo importante do Brasil na história do skateboarding mundial. A skatista se sagrou campeã na primeira edição de um Olympic Qualifier Series, que teve Xangai (CHN) como sede.

“Estou muito feliz. Conquistei o primeiro lugar. Queria agradecer a todo mundo pela torcida. Muito obrigado a todo mundo que mandou energia positiva! Valeu pra quem ficou de madrugada assistindo. E é isso. Só tenho a agradecer”, comemorou.

O domingo (19) na China marcou as finais do Park e do Street, feminino e maculino, com um total de sete representantes do skateboarding nacional. Um número histórico para o Brasil.O skate brasileiro conta com 14 nomes no top 20 do ranking mundial olímpico. O limite de classificados aos Jogos de Paris é de 12 por país.

Rayssa Leal vence na China
Rayssa Leal vence na China
Foto: Julio Detefon/CBSk / Esporte News Mundo

Park

Feminino

A final do Park feminino foi a primeira do dia. Isadora Pacheco fechou o evento na quarta posição, com Dora Varella em sexto lugar.

Isadora garantiu sua melhor nota logo na primeira volta, com 86.77. Dora recebeu sua maior nota na terceira apresentação: 85.26.

“Estou arrepiada. Uma final emocionante. Foi muito massa olhar para a plateia e receber esse apoio, o carinho da torcida que estava aqui. Queria agradecer a todo mundo que torceu de casa e acompanhou as lives. Estamos bem demais. Estamos bem no ranking. Quase rolou uma beliscadinha naquele pódio. Foi massa pra caramba. Que final”, destaca Isadora Pacheco.

“Foi uma final muito emocionante. Foi irado. Conseguimos fazer o que a gente queria e até mais. É muito bom estar entre as melhores do mundo em uma final desse nível. Um campeonato tão importante para a corrida olímpica. Duas brasileiras representando. Sexto lugar. Quarto lugar”, completa Dora Varella. 

O pódio teve a australiana Arisa Trew, em primeiro lugar, e as japonesas Kokona Hiraki e Sakura Yosozumi, na segunda e na terceira colocação, respectivamente.

Masculino

A final do Park masculino foi a terceira do dia. Pedro Barros foi o melhor brasileiro, garantindo a quinta colocação com uma nota 88.96 na primeira volta. Tanto Augusto Akio (73.04 na segunda volta) quanto Luigi Cini (53.13 na segunda volta) não conseguiram completar suas voltas, ficando com a sétima e a oitava posição, respectivamente. O pódio teve norte-americanos Tate Carew, em primeiro lugar, e Jagger Eaton, na terceira posição, além do australiano Keegan Palmer, segundo colocado.

Street

Masculino

A final do Street masculino aconteceu logo após a decisão do Park feminino. Entre os homens, Giovanni Vianna fechou o evento na sétima posição. O skatista brasileiro totalizou 177.39 pontos, com 86.47 na primeira volta e 90.92 na primeira manobra.

“Estou muito feliz de estar nessa final. Foi uma final intensa. Muito skate. Todo mundo estava ali para ganhar. E é isso que é o skate. Um dia você acerta. Um dia você erra. Tentei fazer meu melhor. Acabei não acertando ali as tricks, mas está tudo certo. Estou feliz demais com o meu desempenho”, comenta Giovanni Vianna.

O pódio em Xangai foi formado pelos norte-americanos Jagger Eaton, na primeira colocação, e Chris Joslin, em terceiro. Além do japonês Ginwoo Onodera em segundo lugar.

Feminino

A final do Street feminino fechou as disputas do skateboarding. Rayssa Leal abriu a competição com um 86.43 logo na primeira volta. A skatista conseguiu melhorar ainda mais a nota na segunda apresentação, ficando com 92.23. Logo na primeira manobra, veio um 86.30 que ela ainda conseguiu descartar graças a um 91.81 na segunda tentativa e um 90.85 na última. No final, Rayssa totalizou 274.89 pontos.

O pódio ainda teve as japonesas Liz Akama e Coco Yoshizawa, com a segunda e a terceira colocação, respectivamente.

Formato de disputa

Um total de 44 skatistas competiram desde a primeira fase do evento (classificatórias). Os 16 melhores avançaram para a semifinal e, na sequência, os oito melhores fizeram a final.

Street

Classificatórias: 4 baterias com 11 skatistas — 2 voltas, valendo a melhor;

Semifinal: 2 baterias com 8 skatistas — 2 voltas e 5 manobras, com a nota final sendo composta pela somatória da melhor volta e das 2 melhores manobras;

Final: 1 bateria com 8 skatistas — 2 voltas e 5 manobras, com a nota final sendo composta pela somatória da melhor volta e das 2 melhores manobras.

Park

Classificatórias: 4 baterias com 11 skatistas — 3 voltas de 45 segundos, valendo a melhor;

Semifinal: 2 baterias com 8 skatistas — 3 voltas de 45 segundos, valendo a melhor;

Final: 1 bateria com 8 skatistas — 3 voltas de 45 segundos, valendo a melhor.

Classificatórias para Paris 2024

Assim como aconteceu nos Jogos de Tóquio, a corrida classificatória para os Jogos de Paris 2024 foi dividida em duas fases. No caso do Park, a nota final da primeira fase será composta pelas três maiores pontuações, considerando-se um total de quatro eventos. No Street, serão levadas em conta as quatro melhores notas de um total de seis competições.

1ª janela

Park

Mundial de Park - Sharjah (EAU) - 05/02 a 12/02/2023;

Pro Tour de Park - San Juan (ARG) - 21 a 28/05/2023;

Mundial de Park - Roma (ITA) - 01/10 a 08/10/2023;

Pro Tour de Park* - Dubai (EAU) - 25/02 a 03/03/2024.

Seria de 07/01 a 14/01/2024, em Sharjah (EAU), mas a federação internacional adiou a data e mudou o local.

Street

Pro Tour de Street - Roma (ITA) - 26/06 a 03/07/2022;

Mundial de Street de 2022 - Sharjah (EAU) - 29/01 a 05/02/2023;

Pro Tour de Street - Roma (ITA) - 18/06 a 25/06/2023;

Pro Tour de Street - Lausanne (SUI) - 09/09 a 16/09/2023;

Mundial de Street - Tóquio (JAP) - 10/12 a 17/12/2023;

Pro Tour de Street* - Dubai (EAU) - 03/03 a 10/03/2024.

Seria de 14/01 a 21/01/2024, em Sharjah (EAU), mas a federação internacional adiou a data e mudou o local.

2ª janela

Os 44 primeiros do ranking da World Skate em cada modalidade e categoria avançam para a segunda fase. Seguindo os critérios da corrida olímpica, na segunda fase, cada país poderá ter o limite de até 6 skatistas por modalidade (Park e Street) e categoria (Feminino e Masculino).

Ao término da segunda fase, cada skatista somará a pontuação final da primeira janela com os pontos conquistados nos dois eventos que encerram as classificatórias — assim, não haverá descarte de evento / pontuação na segunda janela.

Olympic Qualifier Series - Park e Street - Xangai (CHI) - 16 a 19/05/2024;

Olympic Qualifier Series - Park e Street - Budapeste (HUN) - 20 a 23/06/2024.

Olimpíadas de Paris

Nas Olimpíadas, cada modalidade (Park e Street) será composta por 22 nomes por categoria (Feminino e Masculino), definidos com base no ranking mundial e respeitados os seguintes critérios: uma vaga dedicada ao país-sede (4 no total); pelo menos 1 representante de cada continente; e máximo de três skatistas por país (12 no total).

Em Paris, as disputas serão realizadas na Praça da Concórdia, com preliminares e final acontecendo num único dia.

Street masculino - 27 de julho (sábado);

Street feminino - 28 de julho (domingo);

Park feminino - 6 de agosto (terça-feira);

Park masculino - 7 de agosto (quarta-feira).

On Board Sports
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade