PUBLICIDADE

Hóquei dos EUA vive "pesadelo no gelo" e fica sem bronze

Desde que conseguiu o "milagre no gelo" em Lake Placid 1980, a seleção masculina americana não consegue um ouro no hóquei. Após perder para o Canadá na semifinal, os EUA fazem vexame ao serem goleados por 5 a 0 para a Finlândia na disputa do bronze

22 fev 2014 15h46
ver comentários
Publicidade
Americanos tomaram 5 a 0 na decisão do bronze
Americanos tomaram 5 a 0 na decisão do bronze
Foto: Getty Images

A histórica vitória da seleção amadora dos Estados Unidos sobre a União Soviética, considerada imbatível, durante as finais do hóquei masculino em Lake Placid 1980 rendeu até a realização de um filme em 2004: Desafio no Gelo (Miracle, em inglês). Trinta e quatro anos depois, em Sochi, os americanos viveram o “pesadelo no gelo” tanto no masculino quanto no feminino.

No último dia 20, as americanas venciam por 2 a 0 as canadenses, imbatíveis no hóquei desde a última derrota em Nagano 1998. No entanto, uma reação no finalzinho do segundo período e um gol a 53s do fim marcado por Marie-Philip Poulin levou a partida para a morte súbita.

Jogadores do Southampton criam o "curling humano"; veja:

Abatida, a seleção dos Estados Unidos não suportou a pressão do Canadá, durante o power play (duas atletas americanas estavam impedidas de jogar por 2 min contra uma canadense), e Poulin balançou de novo as redes para dar ao país a quarta medalha de ouro seguida.

Com a derrota feminina, a pressão se voltou para o time masculino. Sem conquistar um ouro desde Lake Placid, os EUA viviam uma boa fase ao passar por rivais fortes como a Rússia na primeira fase, na disputa por pênaltis.

Na semifinal, voltou a encarar o Canadá , eterno rival e que havia superado os americanos em Vancouver 2010 com um gol na morte súbita marcado por Sidney Crosby. Outra vez, os vizinhos se deram melhor e adiaram o sonho do ouro do rival  por 1 a 0, gol anotado por Jamie Benn.

Vexame americano em Sochi foi completo com derrota para Finlândia
Vexame americano em Sochi foi completo com derrota para Finlândia
Foto: Getty Images

Ficou o dever de conquistar a medalha de bronze neste sábado, apenas um dia depois da derrota na semifinal. A seleção dos Estados Unidos começou melhor que a Finlândia e teve a chance de marcar em um pênalti após um finlandês ter jogado um stick perdido no rink em direção a um americano, mas foi desperdiçado por Patrick Kane.

No segundo período, em um intervalo inferior a 1 min, os escandinavos foram implacáveis e marcaram dois gols com Teemu Selanne e Jussi Jokinen. Em seguida, os EUA tiveram a chance de marcar em outro pênalti, mas novamente  Kane decepcionou.

Sem forças, os americanos acabaram “desistindo” da partida no terceiro período. Desequilibrada, a equipe cometeu muitas punições e levou mais três gols: Juuso Hietanen, Selanne e Olli Matta, respectivamente. Placar final: 5 a 0.

Sem o bronze, os Estados Unidos agora terão de aguardar por quatro anos para tentar se reerguer em PyeongChang, na Coreia do Sul, mas no masculino precisarão da permissão da NHL (Liga Americana de Hóquei) de liberar os seus melhores jogadores – o que acontece de forma ininterrupta desde Nagano 1998.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade