PUBLICIDADE
Logo do

Internacional

Favoritar Time

Aos 60 anos, morre o jornalista esportivo David Coimbra; clubes e personalidades lamentam

Comunicador estava internado desde o último domingo (22) no Hospital Moinhos de Vento para tratar um câncer no rim

27 mai 2022 13h00
ver comentários
Publicidade

Morreu nesta sexta-feira (27), em Porto Alegre, o jornalista David Coimbra, de 60 anos. O comunicador estava internado desde domingo no Hospital Moinhos de Vento para tratar um câncer no rim descoberto há nove anos atrás . Ele deixa a esposa, Márcia, e o filho, Bernardo, de 13 anos. Clubes e personalidades do futebol deixaram suas mensagens de pesar pela morte do profissional.

Imprensa esportiva lamentou a morte do colega - Foto: Reprodução/Internacional
Imprensa esportiva lamentou a morte do colega - Foto: Reprodução/Internacional
Foto: Lance!

David lutava contra o câncer desde 2013. O jornalista chegou a realizar um tratamento experimental contra a doença. O câncer foi temática do último livro do jornalista gaúcho, intitulado 'Hoje eu venci o câncer', lançado em 2018. A obra aborda a sua descoberta e quais métodos o ajudaram no processo contra a doença.

Internacional, Juventude e Grêmio, time do coração, deixaram suas mensagens de luto e apoio a família do jornalista.

- Lamentamos profundamente o falecimento do jornalista e escritor David Coimbra. Um dos grandes da Comunicação gaúcha, atuou em diversos veículos de expressão. Informou, opinou, apresentou, e sempre cativou. Fez história. Nossos sentimentos aos familiares, amigos e colegas - escreveu o Grêmio nas redes sociais.

Parte da imprensa esportiva também lamentou a morte do colega, e fizeram questão de demostrar publicamente a tristeza com o falecimento do jornalista.

- Que notícia terrível essa da morte do David Coimbra! Um companheiro de trabalho dos tempos de RBS, inteligente, sagaz, de personalidade e humor! Que descanse em paz. Deus conforte o coração de familiares, amigos e admiradores! - escreveu o narrador Jader Rocha.

- Tristeza. Morre meu amigo, parceiro, extraordinário Jornalista David Coimbra. Deus te receba de braços abertos meu nobre. Pêsames aos familiares. Perda irreparável - disse o jornalista Farid Germano.

- Quanta gente o David Coimbra encaminhou para o mundo maravilhoso da leitura? O truque dele era conhecido, vinha com um fato histórico, parecia que mergulharia na erudição e parava no cotidiano do futebol. Assim pariu novos leitores, foi genial nisso. Fará falta, como fará - disse Sérgio Xavier Filho

- Impactado com a passagem de uma das mentes mais brilhantes da história do jornalismo desse estado. Vai em paz, genial David Coimbra - ressaltou o youtuber colorado Fabiano Baldasso.

David Coimbra nasceu em 1962, no bairro Iapi, na capital de Porto Alegre. Formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), David Coimbra atuou como assessor de imprensa da Livraria e Editora Sulina antes de iniciar sua trajetória de repórter e editor.

Ele foi editor de esportes no jornal Zero Hora, além a cobrir a Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1998. O comunicador teve passagens em jornais como Correio do Povo, Diário Catarinense, Jornal da Manhã, Jornal NH e Jornal de Santa Catarina, além das rádios Eldorado e Guaíba e da RCE TV.

Atualmente, o jornalista escrevia uma coluna diária no Zero Hora e participava dos programas Timeline e Sala de Redação, na Rádio Gaúcha.

O jornalista é autor de diversas obras literárias, como os romances 'Canibais - paixão e morte na Rua do Arvoredo' (2004) e 'Jô na estrada' 2010), "Jogo de damas" (2007) e "Uma história do mundo" (2012), entre outros.

Lance!
Publicidade
Publicidade