PUBLICIDADE

Guardiola diz que City tem interesse em Kane, não em Messi

O técnico falou com a imprensa um dia após a contratação do meio-campista Jack Grealish, do Aston Villa, por £ 100 milhões (R$ 726 milhões)

6 ago 2021 16h29
| atualizado às 16h54
ver comentários
Publicidade

Lionel Messi não está na mira do Manchester City, mas os atuais campeões ingleses estão interessados em Harry Kane, do Tottenham Hotspur, disse o técnico Pep Guardiola nesta sexta-feira. "Neste momento, não estamos pensando nisso", disse o ex-jogador e treinador do Barcelona a repórteres quando indagado sobre qualquer possível interesse no atacante argentino, que deixou o Barcelona na véspera. 

Guardiola falou um dia depois de o City finalizar a contratação do meio-campista Jack Grealish, do Aston Villa, por 100 milhões de libras esterlinas, um recorde da liga inglesa. A saída inesperada de Messi do Barcelona por razões financeiras também foi anunciada na quinta-feira.  

Pep Guardiola durante partida do Manchester City contra o Crystal Palace pelo Campeonato Inglês
01/05/2021 Pool via REUTERS/Catherine Ivill
Pep Guardiola durante partida do Manchester City contra o Crystal Palace pelo Campeonato Inglês 01/05/2021 Pool via REUTERS/Catherine Ivill
Foto: Reuters

Guardiola disse que, como torcedor, teria adorado que Messi encerrasse a carreira no Barcelona, mas que o clube precisa ser sustentável. Ele louvou Messi por ser "o jogador mais extraordinário que vi na minha vida". O técnico disse que o acordo de Grealish deu certo porque o City arrecadou quase 60 milhões com a venda e o empréstimo de jogadores jovens e que pôde ativar uma cláusula de liberação de seu contrato.

"Quando você vende por 60 milhões, pode bancar 100 milhões. Senão, não teria sido possível", disse. Ele confirmou o interesse do City em contratar o capitão inglês Kane, mas disse que nada poderia acontecer sem o consentimento do Tottenham.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade