0
Logo do Grêmio
Foto: Edu Andrade/Fatopress / Gazeta Press

Grêmio

Brasileiro-2009 pode alertar Corinthians e inspirar Grêmio

4 set 2017
09h26
atualizado às 09h26
  • separator
  • comentários

A queda de produção repentina do Corinthians nas últimas rodadas do Brasileiro deixou sua torcida apreensiva e criou uma nova expectativa para a sequência da competição. A diferença entre o time paulista e o segundo colocado (o Grêmio) caiu para sete pontos, número ainda grande, mas não tão imponente para um campeonato que só há pouco chegou à metade. Na história recente do Brasileiro, na edição de 2009, há um exemplo de inversão de tabela até então pouco provável.

Adriano, jogador do Flamengo, comemora com a bandeira do clube a conquista do Campeonato Brasileiro 2009
Adriano, jogador do Flamengo, comemora com a bandeira do clube a conquista do Campeonato Brasileiro 2009
Foto: FERNANDO PILATOS/Gazeta Press

Naquela oportunidade, também após a 22ª rodada, o Palmeiras, com 41 pontos, despontava como líder absoluto e abria nove pontos para o rival carioca que acabou se tornando campeão. O Flamengo contava com 32 pontos e logo desandou a ganhar. Foi beneficiado por seguidos tropeços do Palmeiras e de outros candidatos ao título.

Curioso é que após 22 partidas realizadas, o Flamengo figurava em décimo lugar. Após a 23ª rodada, a distância entre os dois chegou a 11 pontos (44 a 33). Começou a ceder aos poucos, com algumas variações, e na 30ª rodada ficou apenas em quatro pontos, depois da vitória do Fla sobre o Palmeiras no Palestra Itália por 2 a 0, com dois gols de Petkovic. A virada se deu na 35ª e em poucas semanas o Rubro-Negra comemorava a conquista.

As duas derrotas em seu estádio, para Vitória e Atlético-GO, times que brigam contra o rebaixamento, ligaram o sinal de alerta no Corinthians. Até porque a equipe terá pela frente quatro clássicos consecutivos, contra Santos, Vasco, São Paulo e Cruzeiro. Já o Grêmio, nas próximas quatro rodadas, vai jogar com Vasco, Chapecoense, Bahia e Fluminense.

Veja também

Especial para Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade