PUBLICIDADE
Logo do Goiás

Goiás

Favoritar Time

CEO do Goiás mantém confiança no planejamento e reforça "volta para Série A" como objetivo

Luciano Paciello diz que eliminação do Goiás no Estadual não muda o planejamento da equipe, que tem como prioridade a volta para a Série A

14 mar 2024 - 17h24
(atualizado às 17h24)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC / Esporte News Mundo

A saída precoce do Campeonato Goiano, ocorrida no último final de semana na derrota nos pênaltis para o Goiânia, não vai mudar o planejamento do Goiás para a sequência da temporada. Em entrevista, o CEO do clube, Luciano Paciello, pediu um voto de confiança do torcedor esmeraldino. Além da Copa Verde, o time inicia no próximo mês a disputa do Brasileiro da Série B, com foco todo voltado para o retorno à elite nacional.

Para saber tudo sobre o Goiás, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

"Nada muda no nosso planejamento, continua exatamente do jeito que a gente combinou no começo do ano. O trabalho é de construção, não é uma derrota ou um campeonato que vai mudar esse pensamento. Eu já vi times que perderam um estadual e que foram extremamente achincalhados com relação à qualidade, mas que conseguiram ir bem no restante do ano. Conto com esse voto de confiança do torcedor, que ele acredite no trabalho que está sendo feito. Acomodados nós não estamos e nunca estaremos", afirmou o dirigente.

Luciano Paciello lembrou que o técnico Zé Ricardo vai completar em março apenas o terceiro mês à frente da equipe. E que por isso, ainda há margem para muita evolução. O dirigente também ressaltou que o Goiás ainda não perdeu na temporada. Foram nove vitórias e cinco empates em 14 partidas disputadas.

Outros temas que foram abordados pelo dirigente:

Convicção no que está sendo feito

"Toda e qualquer coisa que acontece desde o dia 1º de janeiro de 2024, a responsabilidade é minha. Não tem A, nem B, nem C, sou eu que estou à frente do projeto. O trabalho é de uma nova gestão, uma nova maneira de conduzir e olhar para o futebol. Não tem certo e errado, acho que são maneiras diferentes de ver. No momento a gente tem muito claro o que precisa ser feito ao longo do ano"

Virão reforços para a sequência da temporada?

"O elenco foi montado de uma maneira que a gente conseguisse atingir o mínimo possível para poder começar o ano. Com certeza vamos olhar o mercado e a ideia é reforçar, olhar para as posições mais carentes. Há pelo menos um mês estamos mapeando o mercado, analisando nomes. Vamos fazer o máximo esforço para montar um grupo que faça com que o Goiás volte para a Série A em 2025."

Integração com a base pode ser uma alternativa?

"Só para informação, semana passada, estávamos eu, Agnello (Gonçalves, executivo de futebol), Zé Ricardo e a comissão dele assistindo jogo do sub-20 lá no CT. Tem muito potencial ali, a gente viu em três, quatro jogadores e a ideia é que logo eles estejam preparados. A hora que o Zé e o Agnello entenderem que é hora de promover, isso será feito."

Trabalho está sendo feito pensando a médio/longo prazo

"Você vê situações de outros times que demoraram quatro, cinco anos para ganhar um título porque estavam se reestruturando, com uma nova maneira de administrar. Na minha cabeça, é voltar ao Goiás de 2013. Tinham promessas ali, tinham jogadores que não eram muito conhecidos e deram o resultado que deu. Me lembro de jogos do Goiás bastante históricos, situações de Sul-Americana, jogos que fizeram a alegria da torcida, deixaram o torcedor bastante orgulhoso. Estamos olhando para isso."

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade