PUBLICIDADE

Tristeza e orgulho: a reação da Croácia à derrota na final

Croatas reconheceram campanha histórica de sua seleção

15 jul 2018 16h06
| atualizado às 16h26
ver comentários
Publicidade

O sentimento na Croácia após a derrota para a França na Copa do Mundo de 2018 pode ser resumido em uma mistura de tristeza e orgulho.

Apesar da decepção com a perda do título, a pequena nação balcânica de 4,2 milhões de habitantes se prepara para festejar durante toda a noite uma campanha inédita.

As lágrimas da presidente Kolinda Grabar-Kitarovic no momento do abraço ao capitão Luka Modric, melhor jogador do torneio, ilustram o sentimento que prevalece nas ruas e praças croatas, onde dezenas de milhares de pessoas se reuniram para ver a final.

"Tudo isso é incrível e inesquecível", disse o narrador na TV croata após o apito final de Néstor Pitana. "Agora o mundo inteiro sabe que nosso pequeno país tem jogadores fabulosos", acrescentou. "Terminou uma belíssima aventura, a Croácia é segunda", diz o jornal "Jutarnji list". "Os alvirrubros são nosso orgulho", reforça o "Vecernji list".

Essa foi a melhor campanha da Croácia em sua história de menos de 30 anos, superando o bronze de 1998, quando o país também foi derrotado pela França, mas nas semifinais.

Veja também:

Festa na França:

 

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade