0

Presidente do Grêmio quer André e critica Primeira Liga

1 jan 2016
14h11
atualizado em 27/1/2016 às 12h57
  • separator
  • 0
  • comentários

Passado o primeiro ano de gestão à frente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior analisou a temporada e projetou 2016, comentando sobre possíveis reforços para a disputa da Copa Libertadores da América. O presidente tricolor revelou o interesse pelo atacante André, que jogou o último Campeonato Brasileiro pelo Sport, mas que pertence ao Atlético-MG.

"Eu gosto desse jogador sim. Ele está numa posição estranha no futebol brasileiro. Ele fez um bom campeonato no Sport Recife. Tem vínculo com o Atlético-MG até o final do ano. Se comenta que tem um pré-contrato com outro clube. Mas não se sabe a situação dele. Ele tem uma enorme simpatia dentro do clube", disse Bolzan Jr. em entrevista à Rádio Gaúcha, concedida na última quinta-feira.

André foi um dos destaques do Sport no Campeonato Brasileiro
André foi um dos destaques do Sport no Campeonato Brasileiro
Foto: Marlon Costa / Futura Press

Outro atleta citado pelo mandatário gremista é Carlos Eduardo. O meia, revelado pelo clube e atualmente no Rubin Kazan, da Rússia, não estava na lista de jogadores pretendidos pelo Tricolor gaúcho, entretanto pode ser considerado devido à história que construiu na equipe de Porto Alegre.

"(Carlos Eduardo) é um jogador formado no clube, que teve sua ascensão profissional aqui dentro. Mas tem que ser avaliado. Ele ficou muito tempo parado, tem que ser avaliado médica, física e tecnicamente. Para ser sincero, esse jogador nunca teve na nossa mesa de especulações, mas por conta de toda história que ele tem no clube, podemos examinar", afirmou.

Romildo Bolzan Júnior foi direto ao expressar sua opinião sobre a Primeira Liga, a quem criticou veementemente. Na visão do dirigente gremista, os times brasileiros não estão preparados para disputar um torneio que seja capaz de beneficiar todos os clubes participantes.

"Esse processo tem alguns problemas sérios, os clubes não estão preparados para conviver, do ponto de vista coletivo, e trabalhar com o objetivo de todos ganharem, para o bolo ser maior. Este é um processo que eu não vejo", pontuou o presidente do Grêmio.

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade