0

São Paulo para nos reservas do Grêmio e fica no empate sem gols no Morumbi

Primeira partida da equipe às 11h de sábado foi marcada por pouca inspiração em campo, resultado para ascensão do time paulista no Brasileirão

31 ago 2019
13h17
atualizado às 14h42
  • separator
  • 0
  • comentários

Os milhares de torcedores que foram acompanhar o São Paulo no primeiro jogo da história do Morumbi às 11h de um sábado tiveram que mudar suas rotina. O despertador foi programado mais bem mais cedo que o habitual. Nas cercanias do estádio, os copos de cerveja nos bares ainda estavam presentes, mas dividiram espaço com o tradicional 'pingado' de quem ainda tentava tomar um café da manhã reforçado. O horário também trouxe um público diferente para campo. Famílias e casais eram presença maciça nas arquibancadas. Em campo, o empate com o Grêmio por 0 a 0, em duelo muito movimentado válido pela 17ª rodada do Brasileirão, deixa o São Paulo com 31 pontos e freia a ascensão do time paulista no torneio, que agora chega aos segundo jogo sem vitória.

Antes mesmo de a bola rolar, os dois treinadores mostraram muita preocupação com o forte calor. "Mais de 30 graus. Ainda que você tenha treinado na semana nesse horário, é um fato novo", explicou Cuca. Já Renato Gaúcho foi mais incisivo: "O calor está quase que insuportável."

Sem poder contar com quase todos os seus atacantes - Pato, Pablo e Toró, lesionados, e Raniel suspenso - o São Paulo começou a partida com Vitor Bueno centralizado, ao lado de Everton e Antony. A formação deu certo nos minutos iniciais e Antony perdeu a melhor chance de gol da primeira etapa. Após bate e rebate na área, a bola sobrou livre para o atacante, que bateu de perna direita, sem direção. Mas com o passar do tempo, a defesa adversária conseguiu encaixar a marcação e apenas cedeu espaços para finalizações de longa distância. Com Daniel Alves e Liziero presos na marcação, Tchê Tchê tentou assumir o protagonismo e, com finalizações de longa distância, assustou o goleiro Júlio César e duas oportunidades.

Atuando com o time reserva, reforçado por Everton, que está suspenso do confronto da equipe gaúcha na semifinal da Copa do Brasil, o Grêmio só assustou uma vez, com Juninho Capixaba. Longe do protagonismo que já tiveram em outros momentos, Luan e Diego Tardelli foram presas fáceis para a defesa do São Paulo.

A volta do intervalo voltou com o mesmo cenário. Muita correria para os dois lados, mas com os dois goleiros quase não sendo acionados. Nem mesmo as trocas promovidas por Cuca, com as entradas de Igor Vinícius, Helinho e Igor Gomes conseguiram dar criatividade para o São Paulo. Grande reforço do clube para a temporada, Daniel Alves sentiu falta de outros jogadores e teve uma atuação apenas discreta.

Se não dava na técnica, o time mandante no fim do jogo foi para o abafa. Mesmo desorganizado, o São Paulo conseguiu criar duas boas oportunidades com os garotos Igor Gomes e Antony. Ambas pararam nas mãos do goleiro Júlio César. Antes do apito final, Antony ainda acabou sendo expulso e freou a empolgação na partida e no campeonato, já que o São Paulo precisava de uma vitória para se recuperar do revés contra o Vasco na última rodada.

O São Paulo volta a campo no próximo sábado, 7, quando enfrenta o Internacional no Beira-Rio, às 19h. Para a partida, o técnico Cuca não poderá contar com Daniel Alves, Walce e Antony. O lateral/meia vai defender a seleção brasileira nos amistosos contra Peru e Colômbia nos EUA e os dois jovens têm compromissos com a seleção olímpica. O Grêmio tem mais uma decisão no meio da semana. Depois de derrotar o Athletico-PR por 2 a 0 em casa, a equipe de Renato Gaúcho enfrenta visita os paranaenses de olho na vaga na grande decisão da Copa do Brasil.

ACIDENTE

Ainda no primeiro tempo, o torcedor Iago de Melo Rios (23 anos) caiu do anel superior da arquibancada e atingiu Giovana Santos Araújo (13 anos). Os dois receberam os primeiros atendimentos no estádio do Morumbi e, conscientes, foram encaminhados para hospitais da região.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 0 X 0 GRÊMIO

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran (Igor Vinícius),Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Tchê Tchê, Liziero (Igor Gomes) e Daniel Alves; Antony, Everton e Vitor Bueno (Helinho). Técnico: Cuca.

GRÊMIO: Julio César; Galhardo, Paulo Miranda, David Braz e Juninho Capixaba; Michel, Thaciano, Tardelli (Patrick), Luan (Darlan) e Everton; Luciano (Pepê). Técnico: Renato Gaúcho.

ÁRBITRO: Caio Max Augusto Vieira (RN).

CARTÕES AMARELOS: Antony, Luciano.

CARTÃO VERMELHO: Antony.

PÚBLICO: 46.997 pagantes.

RENDA: R$ 2.948.464,00.

LOCAL: Morumbi, em São Paulo (SP).

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade