0

PF faz busca e apreensão em empresa parceira de J. Hawilla

27 mai 2015
19h39
atualizado às 23h03
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Polícia Federal cumpriu um mandado de busca e apreensão na sede da empresa Klefer, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira. A informação é do canal por assinatura SporTV. A PF ainda não divulgou detalhes sobre a investigação. A Klefer pertence a Kléber Leite, ex-presidente do Flamengo.

"Acuso que recebemos na Klefer as visitas do Ministério Público e da Polícia Federal, em ato de cooperação com o governo americano, e que todos os documentos solicitados foram prontamente entregues. A Klefer, através de dirigentes, está inteiramente à disposição das autoridades", escreveu Leite.

A ação tem relação com o escândalo de corrupção da Fifa revelado nesta quarta. A Klefer é parceira da Traffic, empresa de marketing esportivo que pertence a J. Hawilla, um dos réus confessos na investigação.

Hawilla e Kléber Leite são amigos de longa data
Hawilla e Kléber Leite são amigos de longa data
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Hawilla fez um acordo com a Justiça americana e teve que devolver US$ 151 milhões (R$ 473 milhões) após ser condenado por extorsão, conspiração por fraude eletrônica, lavagem de dinheiro e obstrução da Justiça. Isso aconteceu no ano passado, quando a investigação do FBI estava no início.

Kleber Leite e J. Hawilla se tornaram parceiros quando se aproximaram da CBF. Eles tinham agências de marketing esportivo e intermediaram acordos financeiros importantes à entidade.

Hawilla participou, por exemplo, da negociação do acordo com a Nike, que também está sendo investigado pelo FBI. Recentemente, a Klefer comprou os direitos de televisão da Copa do Brasil de 2015 a 2022, o que fortaleceu a reaproximação de Kleber Leite com a CBF.

Polícia na sede da CBF?

De acordo com o site da ESPN, a Polícia Federal também vai fazer busca e apreensão na sede da CBF. Em contato com o Terra, a assessoria de imprensa da entidade informou que até as 21h30 (de Brasília) isso não tinha acontecido e não havia qualquer notificação da PF sobre essa ação.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade