PUBLICIDADE

Marcos Leonardo renova contrato com o Santos após longa negociação

Novo vínculo do jogador de 18 anos é válido até 2026 e foi anunciado em nota oficial divulgada pelo clube neste sábado

15 jan 2022 17h00
| atualizado às 17h00
ver comentários
Publicidade

Após meses de negociação, o Santos conseguiu renovar o contrato do atacante Marcos Leonardo. O novo vínculo do jogador de 18 anos, válido até 2026, foi anunciado em nota oficial divulgada pelo clube na tarde deste sábado, depois de uma reunião entre representantes do atleta e dirigentes.

"O torcedor já pode comemorar. Reunião muito boa hoje com o pai do Marcos Leonardo e o empresário, Fernando Brito, junto com o Edu Dracena e o Guilherme Lipi. Acertamos a renovação até 2026. Foi difícil, mas eu sabia que o Marcos Leonardo ficaria, porque ele quer ficar, é Santos!", escreveu o presidente Andres Rueda nas redes sociais.

Caso não optasse pela renovação, o jovem atacante poderia assinar pré-contrato com qualquer clube a partir de abril, já que o contrato anterior com o time da Vila Belmiro era válido apenas até outubro deste ano. As negociações que antecederam o acordo foram intensas e demoradas, além de terem rendido alguns momentos de tensão.

O Santos e o staff do atleta tiveram dificuldade para chegar a um acordo sobre a multa rescisória que seria estipulada no novo contrato, já que a diretoria imaginava um valor maior do que o considerado ideal pelos empresários. Diante do impasse, o executivo de futebol Edu Dracena chegou a dizer que não descartava afastar o atacante do elenco santista.

Marcos Leonardo chegou ao Santos quando ainda pertencia à categoria sub-13. Após boa evolução na base ao longo dos anos, foi promovido ao elenco titular em 2020. Na última temporada, ganhou mais espaço e jogou mais vezes, porém sem se tornar titular absoluto.

De qualquer forma, foi decisivo durante a reta final do Brasileirão. Após 15 partidas sem entrar em campo, voltou a ser opção em razão da ausência Diego Tardelli, lesionado, e marcou quatro gols em três jogos seguidos, contra Flamengo, Inter e Fortaleza, para ajudar a livrar o time do rebaixamento.

Estadão
Publicidade
Publicidade