0

Retrospecto favorece os brasileiros na Libertadores

14 mai 2019
11h20
atualizado às 11h21
  • separator
  • 0
  • comentários

Se o histórico de confrontos entre os times brasileiros e seus respectivos adversários, classificados para as oitavas de final da Libertadores, falar mais alto na próxima fase da competição, estará aberto o caminho para que Flamengo, Cruzeiro, Athletico-PR, Internacional e Grêmio sigam na disputa. Essa análise não pode ser extensiva à Palmeiras x Godoy Cruz, porque estarão um diante do outro pela primeira vez na Libertadores.

Diretor do Clube de Competições Frederico Nantes
Diretor do Clube de Competições Frederico Nantes
Foto: Jorge Adorno / Reuters

Depois do sorteio na noite dessa segunda (13) pela Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) da composição das oitavas, cada clube passou a conhecer quem enfrentará a partir de julho.

O Flamengo terá pela frente o Emelec, do Equador. Até agora, pela Libertadores, os dois já se cruzaram seis vezes, com ampla vantagem do Rubro-Negro – cinco vitórias e apenas uma derrota.

Considerando-se os jogos entre as equipes pela Libertadores, os números detalham a vantagem dos brasileiros. Os duelos entre Internacional e Uruguai, por exemplo, mostram a superioridade do clube gaúcho, com três vitórias em oito jogos – perdeu dois e empatou outros três.

Entre Cruzeiro e River Plate, há também três vitórias do time mineiro contra apenas duas dos argentinos.

Até nos casos em que há poucas partidas disputadas pela Libertadores, reunindo os próximos adversários das oitavas, os brasileiros se saíram melhor. Na luta por uma vaga às quartas de final, o Grêmio enfrentará o Libertad, do Paraguai. Até hoje, só houve dois jogos entre eles pela competição – exatamente na atual edição, com uma vitória dos gaúchos (2 a 0) e outra dos paraguaios (1 a 0). Portanto, o Grêmio teve melhor saldo que o Libertad.

Esse raciocínio serve para o Athletico-PR, que jogará com o Boca Juniors. O retrospecto deles na Libertadores também é de dois confrontos, em abril e maio deste ano, com uma vitória para cada lado (2 a 1 para o Boca e o placar mais elástico de 3 a 0 para o Athletico).

Palmeiras x Godoy Cruz, da Argentina, é o único jogo das oitavas, envolvendo brasileiros, que será marcado pelo ineditismo na Libertadores. De todo modo, vale destacar que o Palmeiras já disputou 29 partidas contra argentinos pela competição; venceu 11 e perdeu oito, com dez empates.
Confira os retrospectos pela Libertadores:

FLAMENGO X EMELEC
Flamengo 1 x 0 Emelec (8/3/2012)
Emelec 3 x 2 Flamengo (4/4/2012)
Flamengo 3 x 1 Emelec (26/2/2014)
Emelec 1 x 2 Flamengo (2/4/2014)
Emelec 1 x 2 Flamengo (14/3/2018)
Flamengo 2 x 0 Emelec (16/5/2018)
 
CRUZEIRO x RIVER PLATE 
Cruzeiro 4 x 1 River Plate (21/7/76)
River 2 x 1 Cruzeiro (28/7/76)
Cruzeiro 3 x 2 River (30/7/76)
River 0 x 1 Cruzeiro (21/5/2015)
Cruzeiro 0 x 3 River (27/5/2015)
 
INTERNACIONAL x NACIONAL
Internacional 0 x 0 Nacional (30/7/80)
Nacional 1 x 0 Internacional (6/8/80)
Nacional 0 x 0 Internacional (4/4/2006)
Internacional 4 x 0 Nacional (17/4/2006)
Nacional 1 x 2 Internacional (27/4/2006)
Internacional 0 x 0 Nacional (3/5/2006)
Nacional 3 x 1 Internacional (21/2/2007)
Internacional 1 x 0 Nacional (19/4/2007)
 
ATHLETICO x BOCA JUNIORS
Athletico 3 x 0 Boca Juniors  (2/4/2019)
Boca Juniors 2 x 1 Athletico (9/5/2019)
 
GRÊMIO x LIBERTAD
Grêmio 0 x 1 Libertad (12/3/2019)
Libertad 0 x 2 Grêmio (23/4/2019)

Veja também:

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade