6 eventos ao vivo

Ex-presidente do Santos pagou Netflix com cartão corporativo

Relatório do Conselho Fiscal santista apontou uso pessoal do cartão do clube

27 ago 2018
15h29
atualizado às 18h33
  • separator
  • comentários

O Conselho Fiscal apontou, em relatório do primeiro semestre do Santos, uso pessoal no cartão corporativo do clube durante a gestão do ex-presidente Modesto Roma.

Modesto Roma Júnior comandou o Santos entre 2015 e 2017
Modesto Roma Júnior comandou o Santos entre 2015 e 2017
Foto: Marco Silva / Futura Press

De acordo com documento a ser apresentado em reunião do Conselho Deliberativo na próxima quinta-feira (30) à noite, na Vila Belmiro, despesas em Netflix e lojas virtuais, como Apple Store e Amazon, e físicas, a exemplo da Lacoste Aeroporto, foram levantadas.

Ouça o podcast Terra Futebol:

"Enviamos ofício em 11 de abril ao departamento financeiro do clube solicitando esclarecimentos se esses bens adquiridos foram para uso do clube ou se, eventualmente, de uso pessoal. Neste caso, se esses valores foram ressarcidos, ao que não houve resposta", diz trecho do relatório.

Em ofício, a atual gestão do presidente José Carlos Peres mostrou três faturas no cartão corporativo, com a utilização de quatro funcionários. O Conselho Fiscal não apontou uso equivocado da atual diretoria até o momento.

Veja também:

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade