PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Campeonato Turco

Gianni Infantino lamenta episódio de agressão ao árbitro na Turquia; Dirigente corre risco de morte

12 dez 2023 - 10h32
Compartilhar
Exibir comentários

Ocorreu um episódio lamentável na última segunda-feira, em jogo do Campeonato Turco. No fim da partida diante do Rizespor, o presidente do Ankaragucu, Faruk Koca, e vários outros homens agrediram o árbitro Halil Umut Meler. Em suas redes sociais, Gianni Infantino, presidente da FIFA, citou o caso como inaceitável.

"Não há nenhum lugar para a violência no futebol. Dentro ou fora de campo. O que aconteceu após o jogo da liga turca entre o Ankaragucu e o Rizespor é totalmente inaceitável", escreveu.

"Estes comportamentos não podem ter lugar no futebol. Árbitros, jogadores, torcedores e funcionários têm que estar seguros para desfrutarem do jogo. Apelo às autoridades competentes que garantam que a segurança é implementada e respeitada a todos os níveis", completou.

Até segunda ordem, a competição da Turquia está suspensa.

Foto: Gazeta Esportiva

Comunicado de Gianni Infantino (Foto: Reprodução/Instagram/gianni_infantino)

Presidente do Ankaragucu corre risco de morte

Após o incidente, o dirigente foi encaminhado ao hospital por sentir fortes dores no peito e hipertensão. O médico Erdogan İlkay falou com a imprensa sobre a situação de Faruk Koca e revelou que ele corre risco de morte.

"Há risco de (perder) vida, por isso ele fica internado. Fica mais protegido em caso de infarto. Por isso é importante que fique em observação 24 horas por dia", revelou.

"O nosso paciente, a quem já havíamos colocado um tubo na artéria coronária direita, chegou ao nosso pronto-socorro com pressão arterial de 190 a 120 e sensação de forte pressão no peito. Está agora em observação. O monitoramento enzimático será feito três vezes a cada duas horas durante 24 horas", falou.

O árbitro Halil Umut Meler também foi levado ao hospital para receber assistência médica e está em observação, entretanto, não tem risco de morte.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Compartilhar
Publicidade
Publicidade