PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Campeonato Turco

Campeonato turco é suspenso após presidente de clube dar soco no rosto de árbitro

11 dez 2023 - 23h26
(atualizado às 23h50)
Compartilhar
Exibir comentários

Um árbitro de uma partida do campeonato turco da primeira divisão foi violentamente agredido, nesta segunda-feira (11), por vários homens, incluindo o presidente do clube Ankaragücü, um incidente grave que provocou a suspensão do campeonato até novo aviso.

Foto: Gazeta Esportiva

Segundo imagens transmitidas ao vivo pela televisão, o dirigente do clube de Ancara, Faruk Koca, entrou em campo após o jogo entre Ankaragucu e Rizespor e deu um soco no rosto do árbitro, Halil Umut Meler.

O Rizespor havia acabado de empatar (1-1), nos acréscimos, no estádio do Ankaragucu, que chegou a ter um gol anulado no início da partida.

O árbitro caiu no chão e se encolheu para se proteger, mas acabou sendo chutado várias vezes no rosto por pelo menos dois outros homens, provavelmente membros da equipe local. Segundo a mídia turca, Halil Umut Meler, com inchaço sob o olho esquerdo conforme mostraram outras imagens, foi transferido para um hospital.

O ministro do Interior turco, Ali Yerlikaya, anunciou na rede social X (antigo Twitter) a detenção de três homens, incluindo o presidente do Ankaragucu.

A Federação Turca de Futebol (TFF) decidiu pouco depois que todos os jogos do campeonato foram adiados indefinidamente.

O ato de violência ganhou uma dimensão que foi muito além do futebol com o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan comentando o caso.

"Condeno o ataque contra Halil Umut Meler (…) Nunca permitiremos que a violência interfira no esporte turco", disse ele.

Denunciando uma "noite negra" para o futebol do país, a Associação Turca de Árbitros escreveu em um comunicado: "Acreditamos, ou queremos acreditar, que os responsáveis pelo futebol turco e pela justiça turca tomarão todas as medidas criminais necessárias".

"Pedimos desculpas aos torcedores (…) e a toda a comunidade esportiva por este triste incidente", declarou o Ankaragucu.

O AKP, o partido islamo-conservador do presidente Erdogan, deu início a um processo de exclusão contra Faruk Koca, segundo o canal público turco TRT Haber.

Koca foi eleito duas vezes deputado do AKP em 2002 e 2007.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Compartilhar
Publicidade
Publicidade