PUBLICIDADE

Liga dos Campeões

Presidente do Real Madrid detona novo formato da Liga dos Campeões; entenda o caso

Para Florentino Pérez, 'nova Champions' é um 'absurdo'; dirigente ainda ataca presidentes da Uefa e da LaLiga

11 nov 2023 - 10h59
(atualizado às 10h59)
Compartilhar
Exibir comentários

Florentino Pérez, presidente do Real Madrid cuja gestão ganhou seis vezes a Liga dos Campeões, reprovou veementemente o novo formato da Champions, a ser adotado na temporada 2024-25. O novo regulamento mudará drasticamente a dinâmica da principal competição europeia de times.

O dirigente merengue fez um pronunciamento neste sábado para sócios e membros do Real. Dentre as falas, Pérez vê que a Superliga Europeia é "mais necessária do que nunca" e que o novo formato da Champions é "absurdo". Ele ainda criticou o padrão de arbitragem na Espanha e sobre a divisão de direitos televisivos da LaLiga, responsável pelo Campeonato Espanhol. Pérez tem sido o principal defensor da Superliga desde 2021.

"O futebol está passando por uma crise institucional sem precedentes em vários níveis, na Espanha e na Europa", declarou o presidente. "A situação é séria. Nós temos de mudar, ou o futebol como conhecemos não vai sobreviver. O principal problema é que os organizadores não estão pensando nos torcedores. O futebol europeu não pertence ao presidente da Uefa (Aleksander Ceferin), e o futebol espanhol não pertence ao presidente da LaLiga (Javier Tebas)."

O novo formato da Liga dos Campeões, a ser adotado a partir de 2024, vai abandonar o tradicional modelo de grupos a favor de uma nova fase na competição, envolvendo quatro clubes a mais na disputa da principal competição de clubes do Velho Continente.

"A Superliga se faz mais necessária do que nunca", enfatizou Pérez. "Nós precisamos de respeito quanto ao fair play financeiro. Nós precisamos de estruturas de governo transparentes. O principal objetivo da Superliga é fortalecer as competições europeias. Seria totalmente compatível com os campeonatos nacionais. Seria uma competição de meritocracia."

Então, o dirigente merengue se dirigiu diretamente ao novo formato da Champions League. "Os executivos da Uefa estão indo em direções opostas. O novo modelo deles vai ter mais jogos e menos interesse. É uma competição absurda. Eles não atendem às necessidades dos torcedores, jogadores ou às necessidades dos clubes. A Uefa não inova. Não sabem como lidar com a ameaça de outros esportes que continuam crescendo, especialmente os esportes americanos. Nós vemos diversos exemplos de grandes corporações que pareciam invencíveis, mas acabaram falindo porque não souberam se adaptar."

Entenda como será a nova Liga dos Campeões

A nova Liga dos Campeões será um choque, especialmente para os torcedores. Hoje, disputam a Champions 32 times, divididos em oito grupos de quatro. A partir da temporada 2024-25, serão 36 times numa grande chave única.

Haverá um sorteio em que cada clube jogará apenas oito vezes: quatro em casa e quatro fora. Como regra geral, cada time enfrentará dois times de cada pote. Como regra geral, equipes da mesma associação não jogarão entre si.

Na tabela final, os oito melhores times irão direto para as oitavas de final. Os clubes de posição 9 a 24 farão uma espécie de playoff para ocupar as vagas restantes. As posições 25 a 36 estão automaticamente eliminadas. Diferentemente das temporadas anteriores, não haverá reclassificação para a Liga Europa. Ou seja, uma vez eliminada, a equipe diz adeus à temporada europeia.

As oitavas de final serão disputadas em jogo único. Perdeu, está fora. É importante fazer uma campanha sólida antes da fase eliminatória pois, quanto mais alto o time terminar na tabela geral, mais favorável será o confronto no mata-mata.

Uma das explicações para a mudança é bastante simples. Quanto mais jogos são disputados, mais dinheiro é arrecadado. E mais os clubes populares vão lucrar com o direito de transmissão de partidas. As maiores equipes também querem fazer jogos mais significativos contra adversários mais perigosos, o que pode acontecer ainda nos estágios preliminares da nova Champions.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade