PUBLICIDADE

Liverpool x Leeds é adiado pelo aumento de casos de covid

Organização do Campeonato Inglês adia também partida entre Wolverhampton e Watford; no total já são 12 jogos cancelados em razão da pandemia

23 dez 2021 11h55
| atualizado às 12h44
ver comentários
Publicidade

Responsável pela organização do Campeonato Inglês, a Premier League anunciou nesta quinta-feira mais dois adiamentos de jogos em razão do aumento de casos de covid-19 nos clubes ingleses. A entidade mudou duas partidas da rodada do Boxing Day, disputada no dia seguinte ao Natal.

Liverppol não vai atuar diante do Leeds Divulgação/Liverpool
Liverppol não vai atuar diante do Leeds Divulgação/Liverpool
Foto: Divulgação / Liverpool

Liverpool e Leeds, que envolveria brasileiros como Alisson, Roberto Firmino e Raphinha, todos da seleção brasileira, e Wolverhampton x Watford estavam marcados para o dia 26, domingo. As duas partidas agora estão sem uma data definida. No total, o Inglês soma 12 jogos adiados em razão da pandemia, nas últimas duas semanas.

"A liga está consciente de que a decisão de postergar estas duas partidas vai decepcionar torcedores e compreende suas frustrações numa época especial do ano, quando torcedores estão ansiosos para ver jogos de futebol", declarou a Premier League, em comunicado. A rodada do Boxing Day é uma das mais tradicionais do futebol inglês.

Brigando pela liderança do Inglês, o Liverpool vem sofrendo com seguidas baixas nos últimos jogos justamente por conta da pandemia. O técnico Jurgen Klopp não pôde contar nas últimas partidas com quatro jogadores, todos diagnosticados com a covid-19: o zagueiro Van Dijk, o volante brasileiro Fabinho e os meias Curtis Jones e Thiago Alcântara.

O Leeds, por sua vez, precisou ter seu centro de treinamento fechado nos últimos dias por conta da dispersão do coronavírus entre seus funcionários. Foram cinco novos casos no elenco e na comissão técnica confirmados nesta quinta-feira.

"Todos os casos que tivemos são sem sintomas. Atribuímos isso ao alto nível de vacinação que temos no clube. Nossos casos positivos, combinados com as baixas por lesão, nos deixariam sem condições de reunir jogadores suficientes para atender aos pré-requisitos da Premier League", explicou o Leeds.

O Reino Unido vem sofrendo com a Ômicron, nova variante da covid-19, já predominante no país. O número de casos cresceu quase 60% em apenas uma semana.

Estadão
Publicidade
Publicidade