PUBLICIDADE

Herói do Chile nas penalidades, Bravo afirma ter estudado rivais

28 jun 2017 19h48
ver comentários
Publicidade

O Chile conseguiu garantir vaga para a final da Copa das Confederações graças a grande atuação de seu goleiro. Após empate em 0 a 0 com Portugal no tempo normal, Claudio Bravo brilhou nas penalidades, pegando três cobranças dos adversários, e foi o principal responsável pela classificação à decisão. Depois da partida, o arqueiro chileno exaltou a atuação de sua equipe e admitiu ter estudado a forma com que os adversários batem pênaltis.

"Tenho que seguir ajudando muito mais. A felicidade é por meus companheiros. Jogamos com o coração e seguimos com uma satisfação enorme por ter vencido o campeão europeu. Fizemos uma partida inteligente, com marcação forte, e no final conseguimos nosso objetivo. Claro que os estudamos para os pênaltis, e tem também o meu trabalho", declarou o goleiro, que defendeu os pênaltis de Nani, Quaresma e João Moutinho.

O arqueiro também exaltou a experiência apresentada pelo grupo, que tem tido uma trajetória vitoriosa nos últimos anos. "Temos que parabenizar os companheiros. Eles fizeram um esforço muito grande contra um rival que nos exigiu muito. Esta equipe nunca se dá por vencida, sempre dá algo a mais. Nós temos compreensão da nossa qualidade e encaramos todos os nossos compromissos com seriedade. Sabíamos o que deveríamos fazer no jogo. Temos experiência acumulada", enalteceu.

Claudio Bravo encerrou exaltando a festa da torcida chilena, mas pedindo cautela na celebração antes da final. "Que os torcedores chilenos desfrutem deste momento em suas casas. Foi um passo importante. Ficamos felizes, mas com os pés no chão, ainda não estamos comemorando. Como disse, fizemos um esforço enorme. Os jogadores estão muito cansados. Temos que aproveitar nossa seleção e cuidar dela, mas não celebrem muito, porque ainda falta uma partida", finalizou.

Com a vaga na final da Copa das Confederações garantida, a seleção chilena espera agora o vencedor do confronto entre Alemanha e México para saber quem será o seu adversário na disputa pelo título. A decisão acontece no próximo domingo, às 15h(de Brasília), na Arena Zenit.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade