PUBLICIDADE

Itália vence a Áustria e avança para as quartas da Eurocopa

Os gols foram marcados por Chiesa e Pesina; o de honra foi de Kalajdzic

26 jun 2021 18h35
| atualizado às 18h45
ver comentários
Publicidade
Jogadores da Itália comemoram vitória na Eurocopa
Jogadores da Itália comemoram vitória na Eurocopa
Foto: Laurence Griffiths / Reuters

A Itália venceu a Áustria por 2 a 1 na prorrogação e avançou para as quartas de final da Eurocopa em partida disputada neste sábado, em Wembley. Os gols foram marcados por Chiesa e Pesina. O de honra foi de Kalajdzic.

O primeiro tempo foi de domínio da Itália, mas a Áustria voltou melhor para a etapa final e chegou a ter um gol anulado e outras oportunidades criadas. Na prorrogação, porém, a Azzurra abriu o placar na sua 20ª finalização, ampliou e sofreu um susto no fim.

O gol da Áustria não valeu a classificação, mas não deixou de ser histórico. A Itália não sofria um gol desde 14 de outubro de 2020, no empate em 1 a 1 com a Holanda na Liga das Nações. Van de Beek marcou. A invencibilidade de 1168 minutos foi um recorde mundial.

A Itália enfrentará Bélgica ou Portugal nas quartas de final. A partida entre as equipes será disputada neste domingo, às 16h, em Sevilha, na Espanha.

Jogo

Favorita, a Itália foi melhor que a Áustria desde o primeiro minuto, mas não conseguiu abriu o placar no primeiro tempo.

A primeira chance italiana foi aos 13 minutos, em contra-ataque puxado por Insigne pela esquerda. A finalização parou nas mãos do goleiro Bachmann.

Aos 16, Azzurra quase marcou. Spinazzola foi ao fundo e cruzou rasteiro para o chute de primeira de Barella na área. Bachmann fez grande defesa com o pé direito. No minuto 17, logo depois, a Áustria respondeu com finalização de Arnautovic por cima do travessão.

Quando o placar marcava 31 jogados, Immobile chutou da entrada área e acertou a trave direita. O goleiro Bachmann apenas torceu.

Ainda deu tempo para Bachmann espalmar chute colocado de Spinazzola aos 42 e Di Lorenzo cabecear torto no minuto 43.

Segundo tempo

A etapa final ficou mais equilibrada e com menos domínio para a Itália. Aos 16 minutos, Sabitzer finalizou de fora da área, a bola desviou em Bonucci e quase surpreendeu Donnarumma.

No minuto 19, a coragem austríaca quase surtiu efeito. Cruzamento na área, assistência de cabeça de Alaba e oportunismo de Arnautovic na ponte aérea. A bola ainda bateu no travessão antes de entrar. Mas… o lance foi anulado por impedimento com auxílio do VAR.

Aos 30, a Áustria pediu pênalti em Laimer, mas o jogador estava impedido antes da possível falta dentro da área. Outra intervenção do árbitro de vídeo.

Nos minutos finais, pouca coisa ocorreu e a decisão foi para a prorrogação.

Prorrogação

E na 20ª finalização da Itália, o gol saiu. Aos três minutos, Spinazzola cruzou bonito e Chiesa recebeu e dominou estranho, mas corrigiu e bateu bonito de canhota para finalmente vencer Bachmann. Placar aberta no Wembley.

A Azzurra seguiu melhor e ampliou aos 14 minutos: o zagueiro Acerbi recebeu de Spinazzola na área e fez um pivô desengonçado, mas suficiente para Pessina receber e finalizar cruzado com categoria. 2 a 0.

A Áustria se lançou ao ataque nos minutos finais e diminuiu aos oito minutos do segundo tempo da prorrogação, com Kalajdzic de cabeça, mas parou por aí. A Itália se retraiu e conseguiu a difícil classificação.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade