PUBLICIDADE

Atacante da Dinamarca é condenado a 50 dias de prisão por confusão com taxista

2 nov 2018 17h22
| atualizado às 17h43
ver comentários
Publicidade

No início de setembro, o atacante dinamarquês Nicklas Bendtner se envolveu em uma grande confusão. O jogador que já defendeu o Arsenal e a Juventus foi detido após agredir um taxista em Copenhaguee, tendo ainda quebrando o maxilar dele.

Nesta sexta-feira, ele foi condenado a 50 dias de prisão em seu país natal. De acordo com o advogado do atleta, a defesa já entrou com um recurso, mas ele será encarcerado mesmo assim.

De acordo com o Bendtner, em coletiva dada por ele após o incidente, as agressões foram em autodefesa, uma vez que o homem ameaçou o jogador e a namorada com uma garrafa, depois destes terem abandonado o veículo sem pagar.

Atualmente, ele defende o Rosenborg, da Noruega e o clube se pronunciou sobre o ocorrido. "Achamos que não é bom para o clube, nem bom para o Nicklas, mas manteremos ele como jogador do clube", explicou Tove Moe Dyrhaug, diretor geral da equipe.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade