PUBLICIDADE

Fifa recusa denúncia do Chile e encerra processo contra Federação Equatoriana

10 jun 2022 - 12h36
(atualizado às 12h36)
Ver comentários
Publicidade

O Comitê Disciplinar da Fifa decidiu nesta sexta-feira encerrar o processo contra a Federação Equatoriana de Futebol, instaurada pela Federação Chilena, pela escalação irregular do atleta Byron Castillo em jogos válidos pela Eliminatórias Sul-Americanas à Copa do Mundo.

Segundo a entidade, as alegações de ambas a partes foram analisadas e, cerca de um mês após abrir investigação, o órgão optou por encerrar o caso, fazendo com que a seleção do Equador esteja apta para disputar o Mundial do Catar, em novembro deste ano. A decisão ainda cabe recurso no Comitê de Apelação da Fifa.

O chilenos contestavam que Byron Castillo, supostamente nascido na Colômbia, havia atuado irregularmente pela seleção do Equador em oitos partidas das Eliminatórias. Os equatorianos, por sua vez, responderam que jogador é "um cidadão equatoriano para todos os efeitos legais, tanto na esfera civil quanto desportiva".

Caso eles fossem considerados culpados, a equipe perderia os pontos dos jogos em que lateral-direito atuou, o que alteraria a tabela de classificação. O Equador, que terminou em quarto lugar, perderia a vaga, e o Chile se classificaria.

Na última terça-feira, o advogado Eduardo Carlezzo, representante da Federação Chilena de Futebol, chegou a apresentar novas provas sobre a denúncia. No entanto, não foi o suficiente para a Fifa aceitar o pedido.

Confira abaixo, na íntegra, o comunicado divulgado pela Fifa nesta sexta-feira:

"O Comitê Disciplinar da Fifa emitiu sua decisão em relação à potencial inelegibilidade do jogador Byron David Castillo Segura em relação à sua participação em oito partidas de qualificação da seleção nacional da Federação Equatoriana de Futebol (FEF) na competição preliminar da Copa do Mundo do Catar 2022.

Após analisar as alegações de todas as partes interessadas e considerar todos os elementos apresentados, o Comitê Disciplinar da Fifa decidiu encerrar o processo instaurado contra a FEF.

As conclusões do Comitê Disciplinar foram hoje comunicadas às partes interessadas. De acordo com as disposições pertinentes do Código Disciplinar da Fifa, as partes têm dez dias para solicitar uma decisão fundamentada, que, se solicitada, seria posteriormente publicada em legal.fifa.com. A presente decisão continua sujeita a recurso perante o Comitê de Apelação da Fifa".

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade