0

Futebol

Godín pede: que Conmebol puna Jara como Fifa fez com Suárez

Ricardo Mazalan / AP
25 jun 2015
11h11
atualizado às 15h44
  • separator
  • 0
  • comentários

Capitão e titular absoluto da zaga da seleção uruguaia, Godín poupou comentários sobre a eliminação para o Chile , na última quarta, para cobrar uma punição ao chileno Jara, que causou a expulsão de Cavani ao assediá-lo de forma provocativa. Para o jogador do Atlético de Madrid, a punição de Gonzalo Jara deve ser tão exemplar quanto a que foi atribuída a Luis Suárez pela mordida em Chiellini na Copa do Mundo.

Com onze de cada lado, a partida entre Chile e Uruguai se desenvolvia de forma equilibrada até a expulsão do atacante da equipe celeste, que reagiu de forma intempestiva após ser tocado por Jara. O desequilíbrio emocional refletiu dentro de campo, e a equipe de Óscar Tabárez acabou eliminada nas quartas de final da Copa América. Após o jogo, Godín exigiu da Conmebol uma punição.

Gonzalo Jara provocou Cavani com uma dedada
Gonzalo Jara provocou Cavani com uma dedada
Foto: Reprodução

"Acredito que no lance envolvendo Cavani as imagens valem mais do que as palavras. Mesmo assim, o árbitro resolveu expulsá-lo apesar das imagens que mostram Jara com o dedo em Cavani. Espero que a Conmebol atue de forma oficial, e que o punam como a Fifa fez com Suárez. Me dói, me incomoda, porque é um tema complicado", comentou o zagueiro.

Godín se revoltou com a arbitragem brasileira no Chile x Uruguai
Godín se revoltou com a arbitragem brasileira no Chile x Uruguai
Foto: Silvia Izquierdo / AP

Após não observar a provocação polêmica de Jara a Cavani, ação que o chileno já havia protagonizado contra Luis Suárez, em jogo no mesmo estádio Nacional pelas Eliminatórias da Copa de 2014, o árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci expulsou o uruguaio não só pelo tapa dado em Jara, mas pelo xingamento que lhe foi proferido. Segundo os meios de imprensa locais, Cavani chamou Ricci de "ladrão filho da p...".

Diego Lugano, defensor uruguaio que ficou fora tanto da Copa do Mundo quanto da Copa América, protestou contra a arbitragem de Ricci por meio de uma rede social. Após acusar o juiz de arbitragem tendenciosa, o atleta, que defendeu as cores do São Paulo no futebol brasileiro, mandou um recado a "Jarita", dizendo que se cruzarão pelo mundo para passarem o acontecido "a limpo".

 
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade