PUBLICIDADE

Futuro de Rogério Ceni no Fla depende da Libertadores

Time carioca estreia nesta terça na competição, enfrentando o Vélez Sarsfield

20 abr 2021 10h40
| atualizado às 11h14
ver comentários
Publicidade

A estreia do Flamengo na Libertadores, nesta terça, contra o Vélez Sarsfield, na Argentina, representa um desafio à parte para o técnico Rogério Ceni. Uma boa apresentação, com resultado positivo, pode ajudar a apagar a má impressão deixada pelo time nos dois últimos jogos do Carioca – derrota para o Vasco e empate com a Portuguesa. Mas voltar do país vizinho com zero ponto deixaria muita gente em alerta na Gávea.

Ceni tem que ir bem na Libertadores para ganhar a confiança da torcida e dos dirigentes do Flamengo
Ceni tem que ir bem na Libertadores para ganhar a confiança da torcida e dos dirigentes do Flamengo
Foto: Vinicius do Prado/Agência F8 / Estadão Conteúdo

O Flamengo, assim exigem seus torcedores, tem a obrigação de avançar na competição muito além da fase de grupos. Ceni sabe disso e a diretoria do clube não quer que a vaga para as oitavas de final venha com sofrimento.

Em outras palavras, isso significa que a Libertadores tem importância fundamental para a continuidade do trabalho de Rogério Ceni. Na avaliação da cúpula rubro-negra, ele não pode errar na competição, seja por escalações malfeitas ou substituições equivocadas.

Na terça-feira da semana que vem, o Flamengo receberá no Maracanã o Unión La Calera, do Chile. Sete dias depois, estará no Equador para enfrentar a LDU. O grupo não é dos mais fortes e só mesmo uma grande surpresa poderia explicar uma eventual eliminação precoce do Fla na Libertadores. Mas o clube carioca não quer correr riscos.

Fonte: Silvio Alves Barsetti
Publicidade
Publicidade