2 eventos ao vivo

Goiás é campeão após paralisação, expulsões e muita chuva

8 abr 2018
19h21
atualizado às 20h33
  • separator
  • 0
  • comentários

O Goiás venceu o Aparecidense por 3 a 1, no Serra Dourada, e conquistou seu 28º título estadual. Com gols de Breno, Tiago Luís e Júnior Viçosa para os donos da casa e Alex Henrique descontando de pênalti. O jogo foi interrompido por quase uma hora por conta da forte chuva que caiu em Goiânia. Marcado por duas expulsões no lado dos visitantes, o Goiás ainda levou um susto nos últimos minutos, mas confirmou a vitória com o gol no final.

Foto: Carlos Costa / Futura Press

O confronto que teve um primeiro jogo igualmente encharcado, no estádio Anníbal Batista de Toledo, onde, mesmo com dificuldades e terminando sem gols, o Goiás conseguiu ser superior e ter as melhores chances. O campeão goiano de 2018 confirmou o favoritismo na volta e venceu com propriedade em jogo marcado por tensão e dois jogadores expulsos.

Primeiro tempo

A partida já começou pegando fogo com o gol de Breno. O Goiás chegou bem com ótima jogada de Carlos Eduardo pela direita, que cruzou na área para o lateral mandar de cabeça para o fundo do gol. A chuva parece que esperou o jogo começar para apertar. E logo nos primeiros dez minutos já complicou a situação do campo.

As poças de água formadas prejudicaram o andamento do jogo, dificultando a saída de bola. Os dois times tentaram chegar no campo de ataque com chutões, mas sem sucesso. Antes dos 15 minutos, o árbitro decidiu paralisar a partida devido às condições do gramado.

Foram 47 minutos aguardando a chuva diminuir e a água escoar. Ainda foi necessário que funcionários do estádio utilizassem rodos para tirar o excesso nas laterais do campo.

Com o reinício da partida, o Goiás teve uma ótima chance desperdiçada por Carlos Eduardo, que chutou rebote para fora. A resposta do Aparecidense veio poucos minutos depois, salva pelo goleiro Marcelo Rangel, que fez ótima defesa em chute de Gilvan. O restante do primeiro tempo foi sem chances reais de gol, mas com o time visitante tentando buscar mais o gol.

Segundo tempo

Na volta dos vestiários, o jogo se mostrou mais equilibrado. No entanto, aos 6 minutos, o Aparecidense perdeu Uéderson, que levou dois amarelos e foi expulso. Com um a mais, o Goiás, que já era superior e tinha o placar a favor, tentou aproveitar os espaços que abriram.

Precisando correr atrás do marcador, o Aparecidense se expôs e deixou os donos da casa levarem perigo à meta do goleiro Busatto. Ainda assim, o time conseguiu chegar algumas vezes no ataque. Aos 20 minutos, em falta cobrada por Washington para Rangel fazer boa defesa.

O jogo ficou bastante pegado e o juiz distribuiu cartões amarelos para ambos os lados tentando evitar mais uma confusão.

Aos 32 minutos, o Goiás ampliou o marcador com Tiago Luís. Em cruzamento rasteiro de Júnior Viçosa, o meia se jogou em carrinho para fazer o gol. Logo em seguida, o juiz deu cartão vermelho para o goleiro Busatto, por reclamação.

Com dois a menos e precisando de dois gols, em dez minutos, para levar para os pênaltis, o Aparecidense já estava entregue e sem poder de reação. A torcida do Goiás explodiu após o gol e, aos 36 minutos, já gritava "É campeão!"

No entanto, tentando prender a bola no campo de ataque e em bola perdida, deixou os visitantes chegarem na área. Alex Henrique se infiltrou na área e foi derrubado por Madison. O próprio Alex cobrou o pênalti no canto direito do goleiro e descontou o placar.

Com 5 minutos de acréscimos e 2 a 1 no placar, o Aparecidense fez pressão na área do Goiás, mas sem sucesso. O time da casa se segurou e o adversário. Para fechar e sacramentar o título, Júnior Viçosa aproveitou rebote em contra ataque do Goiás e marcou.

FICHA TÉCNICA GOIÁS X APARECIDENSE

Local:Estádio do Governo do Estado de Goiás (Serra Dourada), Goiânia, GO

Data: 08 de Abril de 2018, Domingo

Horário: 16h (de Brasília)

Árbitro: Eduardo Tomaz

Auxiliar:  Fabrício Vilarinho (Fifa) e Leone Carvalho

Gols: Breno, no 1º minuto do primeiro tempo, Tiago Luís aos 32 do segundo tempo, aos 49 do segundo tempo (Goiás), Alex Henrique 42 do segundo tempo (Aparecidense)

Cartões amarelos: Marcelo Rangel, Caíque Sá, Léo Sena, Giovanni, Tiago Luís, Madison, Rafinha, Júnior Viçosa (Goiás); Thiago Carvalho, Tiago Ulisses, Uéderson (2x), Nonato (Aparecidense)

Cartões Vermelhos: Busatto, Uéderson (Aparecidense)

GOIÁS - Marcelo Rangel, Caíque Sá, David Duarte, Eduardo Brock, Breno, Léo Sena, Giovanni (Tiago Luis) (Pedro bambu), Madison, Maranhão (Rafinha), Júnior Viçosa, Carlos Eduardo

Técnico: Hélio dos Anjos

APARECIDENSE: Busatto, Rafael Cruz, Mirita, Thiago Carvalho, Gleidison, Tiago Ulisses, Araújo (Gilvan), Washintogn, Alex Henrique, Uéderson, Nonato (Alex Henrique)

Técnico: Marcio Goiano

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade