0

America-RJ vive situação inédita no futebol brasileiro

9 out 2019
12h10
atualizado às 12h11
  • separator
  • 0
  • comentários

No sábado (12), America e Friburguense vão decidir o título da Segunda Divisão (Série B1) do Campeonato Carioca. Os dois clubes já estão assegurados na Série A de 2020. Mas, para enfrentar Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo, entre outros, é preciso passar antes por uma fase preliminar. Eis o ponto central para se explicar o porquê de o America-RJ ser o único time do País que conseguiu subir três anos consecutivos para a mesma divisão de um Estadual.

Time do America-RJ
Time do America-RJ
Foto: Marcio Menezes / America-RJ/ Divulgação

Como assim? É exatamente isso. Em 2017, o America subiu para a Série A do Carioca. Em 2018, subiu de novo à Série A. E agora, em 2019, repetiu o feito, garantindo o acesso à Primeira Divisão do Carioca.

A confusão se dá em razão do confuso regulamento da competição. Os dois clubes que sobem da B1 para a Série A têm de disputar um torneio inicial que reúne seis equipes para se conhecer os dois melhores – estes sim são os que vão participar do ‘verdadeiro’ Carioca, com 12 equipes.

Os outros quatro, eliminados, se valem depois de um outro torneio paralelo para saber os dois que vão descer.

O America subiu em 2017 e depois não conseguiu superar os adversários na fase preliminar. Pior do que isso, quando do torneio quadrangular, ficou entre os dois últimos e caiu de novo para a B1 – isso três meses após o acesso. Em 2018 o cenário foi exatamente o mesmo.

A expectativa de dirigentes e torcedores do clube é que desta vez o America se dê bem na fase preliminar de janeiro, enfrentando Macaé, Americano, Nova Iguaçu, Portuguesa e Friburguense, para que possa voltar ao convívio com os grandes do Rio.

Veja também:

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade