PUBLICIDADE

Cruzeiro vence o lanterna Brasil-RS e respira contra o rebaixamento na Série B

Com dois gols no primeiro tempo, equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo garante a vitória na Arena Independência e sobe para 12º lugar

3 out 2021 13h24
| atualizado às 13h24
ver comentários
Publicidade

O Cruzeiro ganhou um respiro na luta contra o rebaixamento na Série B ao vencer, neste domingo, o lanterna Brasil de Pelotas, por 2 a 0, na Arena Independência, em Belo Horizonte. Ao encerrar um jejum de quatro partidas sem vitórias, o time mineiro chegou aos 35 pontos e subiu para o 12º lugar, abrindo oito de vantagem para o Londrina, que abre a zona de queda e ainda vai jogar na rodada. Afundado na lanterna, com 16 pontos, o Brasil-RS perdeu a quinta seguida e chegou ao 16º jogo sem vitória.

Como já era esperado, o Cruzeiro começou a partida em cima do Brasil de Pelotas, que se defendia com todos os jogadores atrás da linha do meio de campo. Bruno José chegou a abrir o placar aos 14 minutos, mas o gol foi anulado pela auxiliar, que viu falta do atacante celeste no zagueiro adversário durante o lançamento.

Na sequência, Eduardo Brock esteve perto de marcar em cabeçada rente a trave de Marcelo. Aos 22, a zaga do Brasil saiu jogando errado e a bola caiu nos pés de Adriano, que finalizou com muito perigo. A parada técnica fez bem para o Cruzeiro, que conseguiu aproveitar as oportunidades criadas.

Aos 40, Vitor Leque recebeu ajeitada de Thiago, fez fila dentro da área e bateu no canto de Marcelo para abrir o placar. Cinco minutos depois, Cáceres cruzou, Thiago furou, mas a bola ainda sobrou para o atacante, que não desperdiçou. O placar ainda poderia ser mais elástico se a arbitragem não tivesse anulado gol de Adriano.

Depois de um primeiro tempo bastante movimentado, a etapa final foi morna. O Cruzeiro valorizou a posse da bola e ficou rodando até achar um espaço na defesa adversária. Abatido, o Brasil não mostrou força para reagir e pareceu mais disposto a não sofrer mais gols do que buscar o empate.

Aos 24, Matheus Pereira recebeu de Wellington Nem e cruzou para cabeçada de Raúl Cáceres. Marcelo fez grande defesa. O goleiro do Brasil voltou a trabalhar já no final do jogo, ao impedir o gol de Wellington Nem.

O Cruzeiro volta a campo na próxima sexta-feira, contra o líder Coritiba, às 20h30, no Couto Pereira. Na quarta, o Brasil recebe o Operário, às 16 horas, no Bento Freitas, em Pelotas.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 2 X 0 BRASIL

CRUZEIRO - Fábio; Raúl Cáceres (Rhodolfo), Ramon, Eduardo Brock e Matheus Pereira; Adriano (Claudinho), Lucas Ventura (Flávio) e Giovanni; Bruno José (Wellington Nem), Vitor Leque (Dudu) e Thiago. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

BRASIL - Marcelo; Vidal, Alan Dias, Héverton e Kevin (Paulinho); Sousa (Renatinho), Wesley e Rildo (Patrick); Netto (Gabriel Poveda), Erison e Rone (Caio Rangel). Técnico: Jerson Testoni.

GOLS - Vitor Leque, aos 40, e Thiago, aos 45 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Bruno Arleu de Araújo (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Kevin, Heverton e Rone (Brasil).

LOCAL - Arena Independência, em Belo Horizonte (MG).

Estadão
Publicidade
Publicidade