0

Multidão dá boas-vindas à seleção uruguaia em Montevidéu

13 jul 2010
15h06
atualizado às 20h13

A seleção do Uruguai, sensação da Copa do Mundo e melhor equipe sul-americana da competição, chegou à cidade de Montevidéu muito festejada pela torcida. Milhares de pessoas tomaram as ruas da capital do país com bandeiras, camisas e fotos dos atletas e acompanharam o ônibus que transportava o time até o Palácio Legislativo.

Os fãs de Loco Abreu e companhia tiveram que enfrentar um frio de 8º C, mas puderam ver os jogadores acenarem enquanto passavam com a caravana.

A televisão local transmitiu a festa, intercalando com imagens dos gols de Forlán, um dos artilheiros e melhor jogador da Copa segundo a Fifa, e a "defesa" de Luisito Suárez, que se tornou herói ao bloquear um chute de Gana com as mãos no fim do segundo tempo da prorrogação, pelas quartas de final do Mundial.

A festa teve seu ponto mais alto no Palácio Legislativo, uma das sedes do Governo uruguaio. Lá foi montado um palco, que recebeu a equipe celeste, quarta colocada na Copa. Shows musicais animaram o público antes da chegada dos ídolos. A força aérea uruguaia também fez uma demonstração com caças.

A seleção uruguaia chegou ao palco às 16h (de Brasília). Fazia muito frio, mas a torcida lotou o lugar para ver os ídolos. Houve, inclusive, um princípio de confusão, já que as pessoas se apertavam para chegar perto dos jogadores.

Os mais assediados foram Diego Forlán e Loco Abreu, ídolo do Botafogo. A torcida teve contato direto com a equipe, que desceu do ônibus cercada de seguranças, que pouco puderam fazer para conter a multidão.

Quem estava presente na festa foi o próprio presidente da República, Jose Mujica, que dividiu o palco com Oscar Tabárez, treinador do time na Copa do Mundo. "São valentes estes jogadores, que nos deram a oportunidade de sonhar", disse Mujica, elogiando o time.

Portando máquinas fotográficas e filmadoras, os jogadores subiram ao palco para escutar o hino nacional junto aos membros da comissão técnica.

Abreu foi quem mais falou ao público. Ele agradeceu a todos os seus companheiros, o apoio do povo e fez questão de resgatar o passado do futebol uruguaio. "Temos que agradecer pelo carinho e afeto. Foi algo lindo e emocionante. Vivemos coisas que contavam os nossos avôs".

Quando Diego Forlán foi chamado para o discurso, acabou jogado para cima por seus companheiros. O melhor jogador da Copa destacou o trabalho a longo prazo feito pelo treinador Tabárez.

"Esse foi um trabalho de quatro anos, feito com muito respeito e união. E disputar a semifinal de uma Copa premiou todo esse grupo. Obrigado a todos".

Todos os jogadores e integrantes da comissão técnica foram presenteados com uma medalha entregue pelo presidente da Repúblia, José Mujica.

Lugano era um dos mais animados da festa, sempre agitando os companheiros e o público. Quando o cozinheiro da equipe, Aldo Cateruccio, foi receber a medalha, os jogadores fizeram muita festa para o responsável pelos inúmeros churrascos ao longo da Copa.

Ao final da premiação, Lugano encerrou a festa gritando "Sou Celeste, Celeste eu sou" com seus companheiros, e levou o público ao delírio. Os jogadores ainda distribuíram alguns autógrafos antes de deixarem o palco da cerimônia.

Com informações da AFP

Seleção uruguaia é recebida com festa em Montevidéu
Fonte: Terra
publicidade