1 evento ao vivo
Logo do Seleção Uruguaia
Foto: terra

Seleção Uruguaia

Seleção Uruguaia

Uruguai se revolta com Ricci: "nos meteram o dedo e a mão"

Jorge Saenz / AP
25 jun 2015
09h26
atualizado às 09h47
  • separator
  • comentários

Não é só no Brasil que a arbitragem de Sandro Meira Ricci tem provocado polêmicas. Se, antes de viajar ao Chile para trabalhar na Copa América, ele revoltou rubro-negros no clássico Fla-Flu válido pelo Campeonato Brasileiro, agora, virou o centro das atenções no torneio de seleções. Quem saiu do sério com o árbitro da Federação Catarinense de Futebol foi o Uruguai.

O time celeste desaprovou a atuação de Ricci no duelo diante do Chile, nesta quarta-feira, pelas quartas de final da Copa América. O juiz brasileiro não viu provocação de Gonzalo Jara, expulsou Edinson Cavani e também mandou outro uruguaio, Jorge Fucile, mais cedo aos vestiários. Tudo isto apenas nos 45 minutos finais do confronto que acabou com vitória dos mandantes por 1 a 0. Agora, imprensa, jogadores e o técnico Óscar Tabárez já colocam o árbitro como um dos vilões da eliminação celeste.

Sandro Meira Ricci teve desempenho controverso no Chile x Uruguai desta 4ª
Sandro Meira Ricci teve desempenho controverso no Chile x Uruguai desta 4ª
Foto: Daniel Jayo / Getty Images

“Nos meteram o dedo e a mão”, diz a manchete do jornal La República, ironizando a provocação de Gonzalo Jara que irritou Cavani e que provocou a expulsão do atacante no segundo tempo. “A arbitragem brasileira foi extremamente localista. Chile ganhou por 1 a 0, e no Uruguai expulsaram Fucile e Cavani, a quem Jara provocou metendo-lhe os dedos entre os glúteos”, destacou.

Foto: Reprodução

O La Diaria também mostrou indignação com Sandro Meira Ricci e estampou em sua capa uma foto do capitão Diego Godín reclamando com a arbitragem. Foi o retrato da eliminação celeste. “Tocaram na nossa bunda”, escreveu, em frase que contextualmente pode ter a conotação de “tomamos na bunda”. Por sua vez, o El País se limitou a criticar as “decisões equivocadas” do brasileiro.

Foto: Reprodução

E não foi só a imprensa uruguaia que atacou Ricci após o jogo. Diego Lugano usou as redes sociais para detonar a atuação do juiz, e a Associação Uruguaia de Futebol (AUF) também desabafou. O presidente da entidade, por sinal, indicou que pretende tomar atitudes para que o brasileiro seja punido pela Conmebol.

“Foi uma vergonha”, disse o dirigente Wilmar Valdez, de acordo com o site do jornal El Espectador. “Veremos se vamos denunciar o juiz. A sanção não mudaria o resultado, mas o árbitro intensificou esse nosso sentimento. Não é possível que Cavani tenha sido expulso por um empurrão, comparado ao que fez o chileno”, acrescentou, referindo-se a Gonzalo Jara.

O treinador Óscar Tabárez, sempre muito elegante, também desaprovou o desempenho de Sandro Meira Ricci. O Maestro, como é chamado, afirmou durante entrevista coletiva que nem Cavani e nem Fucile mereciam ter sido expulsos e ainda declarou que preferiria ter sido derrotado “de outra maneira”. Está com moral o Sandro Meira Ricci?

O sempre elegante Óscar Tabárez não gostou da atuação de Sandro Meira Ricci
O sempre elegante Óscar Tabárez não gostou da atuação de Sandro Meira Ricci
Foto: Mario Ruiz / EFE
 
Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade