PUBLICIDADE

Copa do Catar

Emblemático ex-atacante da Alemanha retorna ao país como treinador

Ex-jogador com marca expressiva pela tetracampeã mundial em Copas do Mundo assume comando de equipe da Segunda Divisão do país

12 jun 2024 - 11h36
(atualizado às 12h06)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Divulgação/FC Nürnberg - Legenda: Ex-centroavante da Alemanha, Klose, em sua apresentação como treinador do Nuremberg / Jogada10

O ex-atacante da seleção da Alemanha, Miroslav Klose, está de volta ao futebol local. Dessa vez, ele atuará como treinador. O ex-jogador, de 46 anos, assumiu o comando do Nuremberg, da Segunda Divisão do país, mas que é o segunda agremiação com mais títulos, com 9 conquistas (atrás apenas nos 33 do Bayern), mas que não ganha desde 1968.

Klose é ídolo no país pelo seu desempenho dentro de campo. Afinal, com 16 gols em Copas do Mundo, superou Ronaldo Fenômeno e se tornou o maior artilheiro da história do torneio. Na função como técnico, ele ainda está no início da sua trajetória. Anteriormente, o ex-jogador já teve o cargo de assistente técnico na seleção da Alemanha e no Bayern de Munique.

Posteriormente, o ex-atacante se aventurou como treinador pela primeira vez na temporada 22/23, quando assumiu o SCR Altach, da Áustria. Contudo, a passagem foi curta e discreta por ausência de bons resultados.

Missão difícil para ex-artilheiro da Alemanha

Em seu novo clube, Klose é visto como uma contratação que tem condições de recuperar o apelo da equipe. Isso porque trata-se de um nome midiático e relevante no país, porém com pouca experiência no cargo. Assim, esse será o maior desafio do ex-jogador na nova carreira como técnico.

A expectativa é a de que a tarefa do ex-atacante no Nuremberg seja árdua. Até porque na última temporada, o time finalizou a sua campanha na 12ª colocação, na última edição da Segunda Divisão alemã. Por isso, o treinador evitou almejar grande metas logo na sua primeira temporada e adotou postura discreta.

"Queremos fazer a diferença aqui. Mas primeiro temos que estabelecer uma base, ter o apoio dos torcedores e melhorar a cada treino. Isso não pode ser feito durante a noite", declarou.

"Quero desencadear uma dinâmica. Quero ter a bola e ter um certo domínio em campo. É isso que defendo como treinador", acrescentou.

Aliás, o Nuremberg está longe da elite do futebol alemão há cinco temporadas. Situação que aumenta a pressão em um trabalho de sucesso de Klose na equipe.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade