PUBLICIDADE

Japoneses ignoram favoritismo belga e falam que não têm nada a perder

29 jun 2018 17h04
ver comentários
Publicidade

Poucos apostavam no avanço do Japão às oitavas de final, já que no grupo H, além da Colômbia, a Polônia chegou como cabeça de chave e o Senegal como a maior promessa africana. Indo contra as previsões, os japoneses se classificaram em um golpe de fair-play - pelos cartões amarelos que ajudaram o país ficar em segundo lugar - e de malandragem - por terem abdicado de jogar contra a Polônia quando se viram classificados com o tropeço de Senegal.

Nas oitavas de final, a seleção asiática busca o inédito feito de chegar às quartas. Mas para alcançar essa marca um adversário complicado entra no caminho japonês. A Bélgica, que tem a melhor seleção de sua história tem grandes ambições na Copa e tenta coroar a geração de ouro do país, fará um embate com o Japão e sai como grande favorita no duelo.

O lateral japonês Yuto Nagatomo reconhece a superioridade dos oponentes, mas considera que a equipe nipônica pode se beneficiar disso. "Definitivamente, será um jogo difícil. A Bélgica é melhor do que nós. No entanto, o Japão agora pode jogar com confiança. Não temos nada a perder" disse o camisa 5.

Confiantes, os japoneses enfrentam a favorita Bélgica na segunda-feira (2), às 15h.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade