PUBLICIDADE

Com Neymar e Eto’o, Fifa lança nova campanha contra racismo

11 jun 2014
15h18 atualizado às 15h45
0comentários
15h18 atualizado às 15h45
Publicidade
Neymar é um dos líderes da nova campanha promovida pela Fifa
Neymar é um dos líderes da nova campanha promovida pela Fifa
Foto: Getty Images

Os avanços da Fifa para acabar com o racismo no futebol mundial é um dos temas tratado pela entidade máxima do futebol na edição de 2014 de seu Congresso, que está sendo realizado nesta quarta-feira, em São Paulo, sede da abertura da Copa do Mundo. Além disso, também foi lançada uma campanha nas redes sociais, que pretende usar a moda das "selfies" para ganhar o apoio de torcedores de todos os países.

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

Ao falar sobre a novidade na campanha contra o racismo, a Fifa utilizou destaques da Copa do Mundo que começa nesta quinta-feira. Oito jogadores apareceram no site da entidade com a mensagem "diga não ao racismo", sendo três brasileiros: Neymar, David Luiz e Dante. Os ingleses Sturridge, Rooney e Gerrard também endossam a campanha, ao lado do holandês Van Persie e do camaronês Eto’o.

Nesta quinta-feira, a entidade lançou uma novidade para contar com a participação de cidadãos comuns. O objetivo é fazer com que torcedores de todos os países tirem fotos sozinhos ou acompanhados com a mensagem #SayNoToRacism. Desta forma, a Fifa realizará uma seleção aleatório do material enviado e a exibirá nos telões dos estádios da Copa antes do apito inicial.

Dilma pede paz e combate ao racismo na Copa 2014; veja:

De acordo com os organizadores da campanha, as mensagens devem ser postadas no Facebook, Twitter ou Instagram até o dia 4 de julho, quando começam os Dias Antidiscriminação da FIFA. Desta forma, a ideia é estampar as fotos de torcedores nas partidas das quartas de final, que serão disputados no Mané Garrincha (Brasília), na Fonte Nova (Salvador), no Castelão (Fortaleza), e no Maracanã (Rio de Janeiro).

Nos últimos anos, como foi destacado por seus dirigentes no Congresso que vem sendo realizado nesta quarta, a Fifa vem aumentando sua campanha relacionada ao tema, e até criou a Força-Tarefa da contra o Racismo e a Discriminação, presidida por Jeffrey Webb, no ano passado. Vídeos no youtube e entrevistas com celebridades também vêm sendo usados pela entidade.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade