0

Blatter e Platini se encontram em São Paulo de olho nas eleições da Fifa

7 jun 2014
15h59
  • separator

Após várias semanas trocando farpas pela imprensa, Joseph Blatter e Michel Platini se encontrarão nestes sábado e domingo em reuniões do Comitê Executivo da Fifa, em São Paulo, cidade afetada por uma greve no metrô, a poucos dias do início do Mundial.

O encontro entre Blatter, presidente da Fifa desde 1998, e Platini, presidente da Uefa, acontece em meio à "campanha" para as eleições presidenciais da Federação Internacional de Futebol, que serão realizadas em Zurique no ano que vem.

Blatter deve aproveitar o Congresso da Fifa da próxima quarta-feira em São Paulo para lançar oficialmente a candidatura a um novo mandato, enquanto Platini irá esperar até agosto para revelar suas intenções.

As desavenças entre ambos os dirigentes têm como base a escolha de Catar como sede da Copa do Mundo-2022. Em meados de maio, Blatter descartou que esta decisão teria sido influenciada por atos de corrupção, mas admitiu que um poderoso lobby -apoiado pela França- trabalhou a favor do país árabe.

O presidente da Fifa falou também de "pressão política" e acusou indiretamente o francês Platini, único integrante do Comitê Executivo que revelou o voto, favorável ao Catar.

O cenário desta pré-campanha à presidência da Fifa é São Paulo, centro de uma movimento social com potencial para atrapalhar o bom andamento da Copa do Mundo, incluindo a partida de estreia entre Brasil e Croácia, em 12 de junho.

A cidade onde começaram as manifestações de junho-2013 vive o terceiro dia de greve no metrô. Os funcionários não aceitam o reajusta salarial de 8,7% proposto pela empresa e exigem pelo menos 12,2%.

A greve acabou afetando milhões de passageiros do metrô e criou engarrafamentos recordes nas ruas da cidade, como o de 251 km visto na sexta-feira.

O metrô é o principal meio de acesso à Arena Corinthians, onde será realizada a cerimônia de abertura e a primeira partida da Copa do Mundo. Símbolo das incertezas que giram em torno deste Mundial, o estádio continua em obras a apenas cinco dias do pontapé inicial.

Veja também:

Seleção feminina ganha camisas sem estrelas do masculino
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade