1 evento ao vivo

Com dupla eliminação, Fla vê escapar cerca de R$ 220 milhões

Crise no clube não é só técnica, mas também financeira

2 dez 2020
09h51
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A aposta do Flamengo para 2020 era ganhar tudo. Incluía-se aí evidentemente a Libertadores, o que lhe garantiria presença de novo no Mundial de Clubes. Mas, em duas semanas, tudo veio por água abaixo. Com a eliminação em duas competições, a outra foi a Copa do Brasil, o Flamengo perdeu a oportunidade de ganhar em torno de R$ 220 milhões.

Se o Rubro-Negro passasse pelo Racing, nas oitavas de final, repetisse 2019 e vencesse a Libertadores, embolsaria mais 18,5 milhões de dólares (aproximadamente R$ 96 milhões). Acrescente-se a isso a possibilidade real de contratos específicos que adviessem dessa conquista e patrocínios pontuais, por exemplo, para a decisão da competição.

Flamengo amarga duas eliminações, na Libertadores e Copa do Brasil, que vão incidir nas finanças do clube
Flamengo amarga duas eliminações, na Libertadores e Copa do Brasil, que vão incidir nas finanças do clube
Foto: Reprodução

Segundo fontes do próprio clube, esses valores relacionados direta ou indiretamente a Libertadores poderiam chegar a R$ 130 milhões.

Depois, o eventual título do Mundial de Clubes acrescentaria mais 5 milhões de euros ao clube (R$ 31 milhões).

Um baque grande também se deu com a eliminação na Copa do Brasil. Ao sair dela nas quartas de final, o Flamengo jogou fora a chance de garantir R$ 7 milhões por sua participação na semifinal e mais R$ 54 milhões, dinheiro que será recebido pelo campeão, referente apenas à decisão. Ou seja, deixou escapar R$ 61 milhões.

Com os estádios vazios por causa da pandemia e, com isso, sem a receita das bilheterias, e um esvaziamento natural de sua relação com os sócios-torcedores, o Flamengo vai ter muitas dificuldades de fechar o ano no azul.

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade